Líder da al-Qaida, al-Zawahiri, morto em ataque dos EUA

O líder da Al Qaeda Ayman al-Zawahiri foi morto num ataque com drone, da CIA, no Afeganistão durante o fim-de-semana, anunciou o Presidente dos EUA Joe Biden  na segunda-feira, o maior golpe para o grupo militante desde que o seu fundador, Osama bin Laden, foi morto em 2011.

Num discurso televisivo, o Presidente dos EUA Joe Biden  disse que a operação em Cabul, Afeganistão, tinha sido levada a cabo no sábado. “Dei a aprovação final para o ir buscar”, disse ele, acrescentando que não tinha havido baixas civis.

“A justiça foi feita e este líder terrorista já não existe”, disse Biden.

Um alto funcionário da administração disse que Zawahiri tinha sido morto na varanda de uma casa em Cabul, num ataque com drone, e que não tinha havido botas americanas no terreno no Afeganistão.

O funcionário disse que a presença de Zawahiri na capital afegã, Cabul, foi uma “clara violação” de um acordo que os Talibãs tinham assinado com os EUA em Doha em 2020 e que abriu caminho para a retirada dos EUA do Afeganistão.

Antes da intervenção do presidente, a notícia do ataque contra  al-Zawahiri foi dada por fontes da administração que permaneceram anónimas.

“Durante o fim-de-semana, os Estados Unidos conduziram uma operação de contra-terrorismo contra um alvo significativo da Al-Qaeda no Afeganistão”, disse um alto funcionário da administração.

“A operação foi bem sucedida e não houve baixas civis”, acrescentou o mesmo funcionário.

Foi o primeiro ataque conhecido dos Estados Unidos a um alvo da Al-Qaeda no Afeganistão desde que as forças americanas se retiraram do país a 31 de Agosto de 2021.

A medida pode reforçar a credibilidade das garantias de Washington de que os Estados Unidos ainda podem enfrentar ameaças do Afeganistão sem uma presença militar no país.

Na manhã de sábado, o Ministério do Interior afegão negou as notícias que circulavam nos meios de comunicação social sobre um ataque com drone em Cabul, dizendo à AFP que um foguete atingiu “uma casa vazia” na capital, não causando vítimas.

O porta-voz talibã Zabihullah Mujahid tweeted que um “ataque aéreo” foi realizado numa residência na zona de Sherpur da cidade.

al-Zawahiri, um cirurgião egípcio que se tornou um dos terroristas mais procurados do mundo, foi identificado como o cérebro dos ataques de 11 de Setembro de 2001 contra os Estados Unidos que mataram quase 3.000 pessoas.

O Presidente Joe Biden disse na segunda-feira que esperava que o assassinato do líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, pelos EUA, ajudasse as famílias dos mortos nos ataques de 11 de Setembro de 2001.

al-Zawahiri assmiu a liderança da Al-Qaeda depois de Osama bin Laden ter sido morto no Paquistão em 2011. Os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de 25 milhões de dólares pela cabeça de al-Zawahiri.

A sua morte levanta questões sobre se al-Zawahiri recebeu santuário dos Talibãs após a sua tomada do poder em Cabul, em Agosto de 2021.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us