Quase 700 mortos em desabamento na Papua Nova Guiné, diz agência da ONU

A Organização Internacional para as Migrações aumentou no domingo a sua estimativa do número de mortos de um enorme desabamento de terra na  Papua Nova Guiné para mais de 670.

Serhan Aktoprak, chefe da missão da agência de migração da ONU nesta país Pacífico Sul, disse que o número revisto de mortos se baseou em cálculos da vila de Yambali e das autoridades da província de Enga em  que mais de 150 casas foram soterradas pelo desabamento na sexta feira.

A estimativa anterior era de 60 casas.

As autoridades locais estimaram inicialmente em 100 ou mais o número de mortos.

Apenas cinco corpos e uma perna de uma sexta vítima foram recuperados até domingo.

As equipes de emergência em Papua Nova Guiné transportaram sobreviventes para locais mais seguros no domingo. O perigo de mais desabamentos e guerra tribais na zona estão afetar os esforços de salvamento

As equipas de salvamento perderam a esperança de encontrar sobreviventes sob a terra e escombros de 6 a 8 metros de profundidade, disse Aktoprak.

As autoridades governamentais estabeleceram centros de evacuação em terreno mais seguros em ambos os lados da enorme faixa de escombros que cobre uma área do tamanho de três a quatro campos de futebol e que corta a estrada principal que atravessa a província.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest