Parlamento: “Governo tem feito investimentos que fortalecem a conectividade inter-ilhas e internacional” – deputado

O deputado do MpD Damião Medina garantiu hoje, no parlamento, que o Governo tem feito investimentos que fortaleceram a conectividade inter-ilhas e internacional, “apesar dos desafios”, e demonstrou “espirito de resiliência e compromisso” com o desenvolvimento do País.

O Governo, continuou a mesma fonte, tomou “medidas arrojadas” de reestruturação e organização do scetor dos transportes, visando unificar o mercado nacional para garantir a “segurança, eficiência e qualidade” na circulação de pessoas e bens de forma para facilitar o escoamento de produtos, “com previsibilidade e regularidade”, garantindo a integração com o mercado internacional e ligação com a diáspora.

E, neste sentido, Damião Medina garantiu que “tem havido ganhos sim”, nos transportes no país, perante “medidas de políticas assertivas”, que vão desde a reestruturação dos TACV (transportes aéreos), concessão dos transportes marítimos, “investimentos fortes” em infraestruturas, como a modernização dos portos e a expansão da rede rodoviária.

Investimentos que, segundo o parlamentar, são apenas algumas iniciativas que demonstram o “empenho e visão” do Governo em melhorar a conectividade interna e externa.

“Tudo com base em parcerias público-privada, atraindo investimentos para o sector, resultando em melhorias palpáveis na conectividade inter-ilhas e nas relações comerciais com o resto do mundo”, sublinhou.

Deputado eleito pelo círculo eleitoral de Santo Antão, Medina relembrou que se não fosse o flagelo da pandemia da covid19, a situação dos transportes estaria num “patamar de excelência, sem sombras de dúvidas”.

“Neste momento o sistema de transportes, não está no nível que o MpD deseja, mas o serviço de transportes de longe, encontra-se muito melhor do que aquele encontrado em 2016”, reforçou.

Damião Medina apontou que se antes a TACV servia basicamente um “táxi aéreo para os camaradas do PAICV”, hoje com a companhia tem dois aviões que estão ao serviço dos cabo-verdianos e dos emigrantes, com rotas definidas para Europa e proximamente para as Américas.

“Ou seja, de uma companhia TACV em agonia nos tempos do PAICV, hoje com o Governo do MpD é orgulho da Nação cabo-verdiana”, sintetizou.

Segundo a mesma fonte, relativamente às ligações aéreas inter-ilhas, há regularidade nas viagens, com situações pontuais, por causa de avarias de aviões e adversidades climatéricas.

Mas, continuou, todos os dias as ligações são feitas, tendo a companhia Bestfly transportado 241 mil passageiros, em 2022, e 271 mil, em 2023. “Portanto, uma evolução positiva a tender para os números antes da pandemia da covid-19”, lembrou.

Pela primeira vez, segundo o deputado do MpD, existe em Cabo Verde normas relativas ao cumprimento do serviço público obrigatório de transportes com uma política tarifária com preços socias para idosos e famílias numerosas.

No tocante à conectividade marítima, Damião Medina sublinhou que este vai de “vento em popa” e que a concessionária, CV Inter-ilhas, “no meio de tantas adversidades” alheais à sua vontade, tem feito um “excelente trabalho”, com ligações diárias de Santo Antão à Brava, “com programação, previsibilidade e segurança”.

Quanto as ilhas de São Nicolau, Sal, Boa Vista, Maio e Brava, que segundo o parlamentar antes “reclamavam” de até dois meses sem ver um único navio, hoje “aguardam tão somente horas”, para fazer uma viagem marítima.

“É lamentável que, no meio desses avanços notáveis, haja tentativas de obscurecer os sucessos alcançados. Procurando usar situações pontuais adversas, casos e casinhos para tentar descredibilizar o bom andamento das coisas. A interpelação proposta pelo grupo parlamentar do PAICV parece ignorar os ganhos tangíveis que o país experimentou nos últimos anos”, salientou.

Outrossim, Damião Medina informou que o Governo está a implementar “grandes eixos estratégicos” e medidas de política, com olhos postos na estabilização da TACV e a credibilizá-la, para atingir num conjunto de objectivos, tais como continuar a reestruturação dos TACV e abertura de novas rotas internacionais.

“Cabo Verde está mais conectado do que nunca, fruto de políticas visionárias do atual Governo”, finalizou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest