Pelo menos oito mortos e 24 feridos em bombardeamentos em Kiev

 Pelo menos oito pessoas morreram e outras 24 ficaram feridas no primeiro bombardeamento russo contra Kiev registado na manhã de hoje informou Rostislav Smirnov, assessor chefe do Ministério do Interior, à agência de notícias Ukrinform.

“Oito pessoas morreram e 24 ficaram feridas como resultado dos bombardeamentos no distrito de Shevchenkiv (Kiev). Houve um incêndio em seis carros e mais outros 15 veículos ficaram danificados”, segundo o balanço divulgado por Smirnov.

Posteriormente uma segunda vaga de explosões foi ouvida em Kiev, às 09:16, hora local (07:16 em Lisboa), embora até agora não haja informações sobre as vítimas deste segundo bombardeamento.

Uma onda de bombardeamentos na Ucrânia, de magnitude sem precedentes há meses, provocou “mortos” na manhã de hoje, anunciou o Presidente Volodymyr Zelensky.

“Eles estão a tentar destruir-nos a todos, varrer-nos da face da terra”, reagiu Zelensky nas redes sociais.

De manhã registou-se o terceiro bombardeamento em cinco dias contra a cidade de Zaporijia (sul), no qual, segundo alguns meios de comunicação, uma pessoa morreu.

Os media ucranianos também relatam várias explosões de mísseis na cidade de Dnipro, bem como ataques a Zhytomyr, perto de Kiev, em Khmelnytskyi, mais a leste, na margem do rio Bug do Sul, e Ternopil (a leste, nas margens do rio Seret).

De acordo com o jornal independente de Kiev, que cita o governador Vitaliy Kim, um total de dez mísseis S-300 caíram sobre a cidade de Myukolaiv, sem vítimas relatadas até agora.

No sábado passado, a forte explosão de um camião provocou um incêndio em sete tanques de combustível de um comboio que se deslocava em direção à península da Crimeia, danificando a ponte que liga aquela península ocupada pela Rússia desde 2014, numa situação que Moscovo interpretou como “um ato de terrorismo” ucraniano.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us