PGR concluiu três processos contra Isabel dos Santos

Luanda — O Procurador-Geral da República (PGR) de Angola revelou ter enviado cartas rogatórias à justiça dos Emirados Árabes Unidos (EAU), depois de ter concluído a instauração dos três processos contra a empresária angolana Isabel dos Santos, e disse acreditar que os processos terão seguimento em breve.

Ao falar a jornalistas à margem da sessão plenária do Conselho Superior da Magistratura do Ministério Público (CSMMP), quinta-feira, 18, em Luanda, o Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Gróz, informou que a acusação já foi elaborada e que aguarda a resposta das autoridades judiciais dos EAU.

“Estamos a conseguir dar boa resposta aos processos que tínhamos em mãos, mas a inspecção criminal nem sempre é fácil, sobretudo quando se depende de terceiros”, disse o PGR.

Quanto aos processos contra a filha do antigo presidente, José Eduardo dos Santos, Pitta Gróz afirmou que o primeiro é uma providência cautelar de arresto, decretada a 23 de dezembro de 2019, pelo Tribunal Provincial de Luanda, o segundo refere-se à gestão da Sonangol e o terceiro está relacionado com uma providência cautelar cível.

Pitta Groz afirmou que a PGR está a trabalhar nas certidões para a instauração de um processo contra o antigo vice-Presidente da República, Manuel Vicente, enquanto o processo que envolve o general Manuel Viera Dias, “Kopelipa”, já teve a fase contraditória e aguarda-se agora apenas pelo julgamento.

“Estamos a trabalhar neles e vamos ver em quanto tempo conseguiremos concluir”, adiantou o PGR.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest