PJ alerta para aumento de cibercrimes em Cabo Verde

O alerta surge após várias denúncias de apropriação indevida de perfis nas redes sociais.

A Polícia Judiciária emitiu nesta quarta-feira, 10, um alerta depois de constatar um aumento significativo de denúncias de apropriação indevida de contas de redes sociais, particularmente, do Instagram e do Facebook.

De acordo com a PJ, trata-se de “um ato repudiante que atualmente os usuários enfrentam ao ter o seu perfil apropriado por pessoas mal-intencionadas, este que ao apropriarem da identidade da vítima com a invasão do perfil/privacidade da vítima, enviam mensagens maldosas aos contatos, causando danos à imagem e à reputação, entre outros atos criminosos”.

“Modus operandi, como funciona: inicialmente os criminosos enviam às vítimas um código que simula ter origem no serviço de suporte das próprias plataformas das redes sociais, caso a pessoa alvo responder e disponibilizar o código de segurança que recebeu, estes criminosos ficam aptos a gerar novas credenciais e associar novos contatos as respetivas contas e a aceder as mesmas”, explica a Polícia Judiciária.

A mesma fonte acrescenta que após a apropriação da conta, os criminosos alteram todos os contatos e credenciais associados às mesmas, impossibilitando o utilizador (vítima) de entrar ou recuperar a sua conta. “Apoderando de uma conta, os mesmos podem massificar o ato, aplicando a mesma técnica para os restantes contatos do seu círculo de amizade na rede social.”

As autoridades alertam os internautas para estarem atentas contra todas as ameaças e riscos no uso das redes sociais

Recentemente, a Presidência da República denunciou a existência de perfis falsos em nome do Presidente da República José Maria Neves e da primeira-dama Débora Carvalho.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest