PM destaca “impacto forte” para a economia do Maio do anel de média tensão e eletrificação da zona turística de Morro

O primeiro-ministro inaugurou na sexta-feira, 21, o projecto de reconstrução do anel de média tensão e a electrificação da zona turística de Morro e enalteceu o “impacto forte” dos mesmos para a economia do Maio.

“Em primeiro lugar vai haver redução de situações de interrupção ou de quebra no fornecimento de energia, portanto maior qualidade na distribuição da energia elétrica para a ilha do Maio”, declarou Ulisses Correia e Silva.

A mesma fonte considerou que os dois projetos, em segundo lugar, abrem condições para aumentar o nível para a penetração das energias renováveis, mas reconheceu a necessidade de se aumentar a energia na ilha.

Trata-se de um investimento conjunto orçado em 65 mil contos, e, a inauguração do anel de média tensão e a eletrificação de Morro, segundo o chefe do Governo, vai permitir reduzir as interrupções de energias, impactar a economia e melhorar as condições para a penetração das energias renováveis na ilha, que se aproxima dos 30%.

Ulisses Correia e Silva ressaltou, também, os impactos do investimento eléctrico para o turismo e para as aldeias turísticas rurais, sublinhando que, para “dar o pulo que se quer”, o turismo na ilha precisa de energia e de electricidade com mínimo tempo de interrupção possível, com redes que possam dar fiabilidade, qualidade e ligações a diversos empreendimentos turísticos.

O projeto de reconstrução do anel de média tensão do Maio inclui a construção de 11 quilómetros de rede de média tensão entre Morrinho, Cascabulho e Praia Gonçalo, a construção de 500 metros de rede subterrânea em média tensão, e a reconstrução dos postos de transformação de Cascabulho e Praia Gonçalo, orçado em 41 mil contos.

A eletrificação de Boca Morro incluiu a expansão das redes de média e baixa tensão e iluminação pública da localidade, e o custo do trabalho rondou os 24 mil contos.

O investimento conjunto é de 65 mil contos, o que para o primeiro-ministro tem “um significado importante” para uma ilha como Maio.

Nesta visita de trabalho, Ulisses Correia e Silva fez-se acompanhar pelo ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro.

Da agenda da visita para hoje consta o lançamento das obras do Parque Solar Fotovoltaico no Maio, que marca o início da instalação dos parques solares financiados no âmbito do projeto de Energias Renováveis e Melhoria da Eficiência Energética nos Serviços.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest