PM reafirma a necessidade “urgente” de se adoptar o Índice de Vulnerabilidade Multidimensional nos critérios de financiamento climático para os SIDS

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, reafirmou hoje a necessidade “urgente” de se adoptar o Índice de Vulnerabilidade Multidimensional nos critérios de financiamento climático para os SIDS.

Ulisses Correia e Silva fez esta consideração hoje quando discursava na Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP 28) que acontece no Dubai, Emirados Árabes Unidos.

Perante os líderes mundiais que participam na 28.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP28), o chefe do governo cabo-verdiano avançou que o arquipélago tem a “firme” convicção de que ainda é possível impedir que o planeta aqueça mais do que 1.5 graus centígrados até o final deste século.

Ulisses Correia e Silva considerou que é a obrigação política de todos os países e de todas as lideranças colocar na primeira prioridade a materialização conjunta das soluções e compromissos acordados, sublinhando que o tempo é um factor crítico.

Disse, neste sentido, que a natureza vai seguindo o seu curso reagindo às condições que o ser humano vai criando, por “acção e por omissão”.

Cabo Verde, enquanto SIDS, afirmou o primeiro-ministro, é dos países mais expostos aos riscos e consequências dos eventos climáticos extremos.

Como SIDS, afirmou que o Governo encoraja a definição “clara e urgente” do mecanismo de financiamento para perdas e danos.

Ulisses Correia e Silva disse ainda que a agenda climática se enquadra nas prioridades absolutas de Cabo Verde na redução da dependência de combustíveis fósseis e o aumento da eficiência energética, considerando que é um imperativo de natureza económica, ambiental, climática e social.

Neste particular, sublinhou que isto tem impacto na balança de pagamentos, na redução de riscos económicos e financeiros face a choques externos, na redução da emissão de carbono e na redução da fatura energética das empresas e das famílias.

Para atingir os objectivos e as metas da ação climática, elencou um conjunto de elementos, nomeadamente, a definição e implementação de estratégias e políticas integradas de longo prazo e um quadro jurídico e institucional robusto de governança climática.

Propôs ainda mecanismos de financiamento e de transparência climática que envolvam o sector público e privado e as parcerias para o desenvolvimento, bem como melhoria da literacia climática e implicação das comunidades locais.

O primeiro-ministro acrescentou a necessidade de investimentos públicos e privados na transição energética, na eficiência energética, na eficiência hídrica e na economia azul, que possam criar oportunidades para a qualificação profissional, emprego digno e empreendedorismo dos jovens.

Disse que são esses os “efeitos virtuosos” que o Governo pretende fazer para a redução das emissões com o aumento da resiliência, a sustentabilidade e a criação de oportunidades económicas.

Lembrou, por outro lado, que celebrou um acordo de transformação da dívida bilateral em financiamento climático com Portugal para demonstrar que, havendo vontade política e confiança entre as partes, pode-se avançar com soluções estruturantes.

No entanto, sustentou que a transformação da dívida em financiamento climático liberta recursos para investimentos com impactos virtuosos.

Por fim, disse esperar que a COP28 seja traduzida por avanços significativos na assunção dos compromissos e no reforço da capacidade de resposta aos desafios climáticos globais e urgentes.

A 28ª “Conferência das Partes” da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP28) decorrerá entre 01 e 02 de Dezembro no Dubai, Emirados Árabes Unidos, reunindo chefes de Estado e de Governo, líderes empresariais, chefes de organizações internacionais e representantes da sociedade civil para intensificar a ação climática e catalisar um caminho de crescimento para alcançar a prosperidade partilhada.

Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest