Porto Novo: Casa da criança vai receber até 24 crianças órfãos e em situação de vulnerabilidade

A Associação Voz da Criança, no Porto Novo, anunciou hoje que já tem pronto e equipado “um lar” para acolher até 24 crianças órfãs neste município e alertou para a “gravidade” da situação dessas crianças.

Através do seu site, esta associação, criada em 2008, refere-se à “problemática das crianças órfãos e crianças que estão em situações difíceis” no concelho do Porto Novo, sobremodo na cidade, considerando ser “grave” a situação dessas crianças, que, dentro de pouco tempo, vão ter “um lar”, garante.


Para atender a esta camada social, a Associação Voz da Criança espera, “em breve”, abrir a “casa da criança” na cidade do Porto Novo, que pode receber até 24 crianças órfãos e em situação de vulnerabilidade


A “casa da criança”, construída graças, sobretudo, a doações de instituições sociais na Suíça, Itália e Portugal, vai ser dirigida por um grupo de oito “assistentes qualificados” para “vigiar e proteger as crianças, durante 24 horas por dia”.


“Temos a forte convicção de que este projecto vai tornar-se imprescindível para a ilha de Santo Antão e para os seus filhos mais necessitados”, refere a Associação Voz da Criança, no seu site.


O lar dispõe de diversas salas de estudo e recreação, pronto-socorro, refeitório e dormitórios com banheiros para pessoas com mobilidade reduzida.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest