Porto Novo: Centro de transformação agroalimentar produz com 100 % de produtos locais

O centro de transformação agroalimentar da Casa de Meio, Porto Novo, Santo Antão, começou a produzir licores e temperes com 100 por cento (%) de produtos locais, informou hoje a direcção do centro.

“O centro de transformação agroalimentar está a produzir licores e temperos com 100% do produtos de Casa de Meio”, assegurou a direção desta unidade de transformação, instalado no âmbito do projeto jovens agricultores desta localidade, promovido pela pela Associação para a Defesa do Património de Mértola (Portugal).

Este centro, que beneficia um grupo de mulheres, além da produção de sumo natural, aposta ainda na culinária tradicional, como cachupa, cuscuz de terra, fonguinhos e filhós.

O projeto jovens agricultores da Casa de Meio, inaugurado em Outubro de 2022, foi promovido no âmbito da cooperação portuguesa e concebido para fixar os jovens agricultores em Casa de Meio, através da criação de auto-emprego no sector da agricultura, com atribuição, por parte do Estado de Cabo Verde, de 30 parcelas de terra, que começam a dar “os primeiros frutos”.

Os jovens agricultores beneficiários do projecto confirmam estar já a produzir e colocar os seus produtos no mercado, como batata comum, batata-doce, cenoura, abóbora, tomate, pimentão, entre outros.

O projecto  contou com o co-financiamento do Ministério da Agricultura e Ambiente, da Câmara Municipal do Porto Novo, da Agência Nacional de Água e Saneamento, do Instituto Camões, do Global Environment Facility e Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest