Porto Novo/Empreendimentos Económicos: Chã de Feijoal anseia pelo reforço da central fotovoltaica

A comunidade de Chã de Feijoal, no Planalto Norte, Porto Novo, Santo Antão, anseia pelo reforço da central fotovoltaica, instalada em 2015, para poder garantir energia eléctrica aos empreendimentos económicos, que estão a ser instalados nessa localidade.

Chã de Feijoal já dispõe de duas unidades turísticas (Terras do Planalto e Hospedagem Lilua) e, já em Junho próximo, pode ficar concluída a unidade de produção de queijo, em construção nessa zona, empreendimentos que, no entender dos operadores locais, impõe o reforço da central fotovoltaica, que, nos últimos anos, têm funcionado “a meio gás”.


Para António Lima, operador turístico, também produtor de queijos e líder comunitário, Chã de Feijoal almeja, por isso, a reposição da luz eléctrica 24 horas por dia, que passará pelo reforço da central, que, inicialmente, assegurava luz eléctrica de forma continuada à Chã de Feijoal, mas que, nos últimos anos, devido a problemas nas baterias, passou a funcionar apenas algumas horas por dia.


Para amenizar a situação, a Câmara Municipal do Porto Novo disponibilizou um gerador para assegurar a energia eléctrica à noite, mais precisamente entre 18:00 e 23:00, segundo a mesma fonte.


Com a colocação do gerador, o horário de fornecimento de luz eléctrica em Chã de Feijoal foi alargado de cinco para dez horas por dia, mas os próprios habitantes insistem na necessidade de se investir no reforço da central fotovoltaica, com colocação de novas baterias.


A câmara do Porto Novo pretende investir este ano cerca de dez mil contos no sector energético, montante inscrito no plano de investimentos desta edilidade para 2021.


Ainda no Planalto Norte, a zona de Bolona clama por energia eléctrica, a única comunidade desse planalto sem luz eléctrica.


Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us