Porto Novo: Operadores económicos esperam colocar produtos nos mercados turísticos com chegada do navio Dona Tututa

Porto Novo: Operadores económicos esperam colocar produtos nos mercados turísticos com chegada do navio Dona Tututa

Agricultores, produtores de aguardente e de queijos, bem como operadores de pesca, no Porto Novo, em Santo Antão, esperam poder escoar os seus produtos para os mercados turísticos com a operacionalização do navio Dona Tututa.

Dificuldades em termos de ligação marítima inter-ilhas têm dificultado a exportação dos produtos agrícolas deste concelho para os mercados turísticos do Sal e Boa Vista, segundo os agricultores José Alves, António da Luz e Inácio Sousa, que esperam que a aquisição do navio Dona Tututa resolverá o problema.


As próprias associações de agricultores existentes no Porto Novo acreditam que este navio vai facilitar a vida dos produtores agrícolas, que não têm conseguido colocar os excedentes nessas duas ilhas, devido a constrangimentos a nível de transportes marítimos.


É o caso da Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz que, mesmo tendo uma unidade de tratamento e uma viatura apropriada para o transporte dos produtos, não tem conseguido exportar para as ilhas do Sal e Boa Vista, devido a problemas dos transportes.


As unidades de produção do queijo, como é o caso da Quinta São João Baptista, esperam, também, com a vinda do navio, poder escoar este produto para os mercados turísticos.


A delegação do Ministério da Agricultura no Porto Novo reconhece que, por causa dos problemas de transportes inter-ilhas, os produtores agrícolas e de queijos deixaram de exportar para as ilhas do Sal e Boa Vista, situação que teve reflexos no próprio funcionamento do centro de expurgo, deste concelho.


Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest