Portugal é o país que recebe mais remessas em divisas de imigrantes em Cabo Verde

Portugal é o país que recebe mais remessas em divisas de imigrantes em Cabo Verde

As remessas em divisas enviadas pelos imigrantes em Cabo Verde para os países de origem voltaram a cair no primeiro trimestre de 2023, mais de 3% face ao mesmo período do ano anterior, segundo dados do banco central.

As remessas de imigrantes em divisas corresponde ao dinheiro enviado de Cabo Verde para o exterior por parte de quem se mudou para as ilhas.

Em 2023, as remessas de imigrantes ascenderam a 2,6 mil milhões de escudos (23,5 milhões de euros) e 42% desse valor teve Portugal como país de destino.

Os outros dois países surgem a larga distância: Estados Unidos com 7,4% e Senegal com cerca de 7%.

O dinheiro enviado para o exterior tem origem, maioritariamente, no município da Praia, seguindo-se Sal e São Vicente.

Nos últimos nove anos, o total de remessas de imigrantes em Cabo Verde para o exterior atingiu um pico em 2017, com três mil milhões de escudos (27,5 milhões de euros).

O valor de 2023 está aquém daquele máximo, mas representa mais do dobro do que era enviado para fora do arquipélago em 2015, que ia pouco além de mil milhões de escudos (nove milhões de euros).

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest