PR do Senegal defende que “Cabo Verde tem um papel importante” para impedir a fragilização da CEDEAO

Bassirou Diomaye Diakhar Faye encontrou-se esta sexta-feira, 24, com o Presidente da República na cidade da Praia. Durante o seu discurso, o chefe de Estado do Senegal disse que ambos os países vizinhos só têm a ganhar com o reforço das relações, principalmente nos meios de transporte.

O recém-eleito Presidente do Senegal, Bassirou Diomaye Faye, acompanhado por uma expressiva delegação, encontrou-se na manhã desta sexta-feira, 24, com o seu homólogo cabo-verdiano José Maria Neves na capital do país.

“(…) o Senegal é o vizinho mais próximo de Cabo Verde e nós só temos a ganhar se reforçamos essa relação”, começou por salientar o atual Presidente do Senegal no seu discurso nomeando as relações tanto no quadro bilateral como a nível sub-regional e regional, bem como internacionais.

Bassirou Diomaye Faye realçou ainda a importância da livre circulação de pessoas e de bens e mercadorias no quadro da CEDEAO.

“Por enquanto, entre os nossos países não temos esta facilidade de podermos estabelecer vias de comunicação terrestre, mas temos oportunidades de ligação marítima, poderia haver um aumento exponencial de circulação tanto para as pessoas como para as mercadorias. Os progressos que devemos fazer no quadro de reforço das relações comerciais que nos apelam a trabalhar para implementar essa ligação marítima entre Dakar e Praia, e até as outras ilhas, isso fará com que podemos reforçar a integração e cooperação com os países, mas também as trocas comerciais de bens e mercadorias sobretudo bens que poderiam ser importados do Senegal para Cabo Verde e vice-versa.“

Por seu lado, o Presidente da República, José Maria Neves, classificou a visita de “histórica e estratégica”. “Pouco tempo depois da sua eleição, (o PR senegales) decide visitar todos os países da África Ocidental mostrando a sua disponibilidade para exercer um papel liderante a nível da região do continente para que haja paz, estabilidade e desenvolvimento humano, tudo o que precisamos no continente africano. Amanhã comemoramos o Dia da África e esta visita é uma visita luminosa que nos abre novos caminhos de cooperação entre os nossos dois países.“

O chefe de Estado de Cabo Verde exaltou ainda a integração dos cabo-verdianos no Senegal. “Felizmente, o Senegal é um país democrático onde as instituições funcionam e os cabo-verdianos sentem-se bem e muito bem integrados na sociedade senegalesa”.

No quadro da CEDEAO, Faye disse estar feliz com o engajamento do PR de Cabo Verde no diálogo regional.

 “(…) pelo estatuto de grande democracia a nível de África, mas também a nível mundial, Cabo Verde tem um papel importante no seio da CEDEAO para impedir a fragilização da instituição. Sabemos todos da utilidade que a CEDEAO deve continuar no quadro da integração africana, mas não será forte se houver países que pretendem deixar a instituição”, disse e avançou que está disponível para trabalhar com José Maria Neves na retoma dos diálogos com os países da Aliança dos Estados do Sahel (AES), referindo a Burkina Faso, Níger e Mali.

Bassirou Faye reforçou que é preciso trabalhar juntos para fazer da CEDEAO “uma verdadeira organização do povo”.

“(…) a disponibilidade e a presença do senhor Presidente aqui em Cabo Verde mostra bem o que conjuntamente podemos fazer para que a nível da nossa comunidade tenhamos uma organização muito mais forte e muito mais capaz de trabalhar para o reforço da integração regional e conjuntamente também trabalharmos para que tenhamos uma África mais forte, mais unidade, mais moderna, a África que queremos”, reforçou José Maria Neves.

A visita de Bassirou Diomaye Faye teve a duração de poucas horas e foi enquadrada num périplo por países da África Ocidental na sequência da sua eleição nas eleições presidenciais de 24 de março.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest