Praia: Ministério Público decreta prisão preventiva para quatro indivíduos, incluindo um ex-recluso, acusados por homicídio

Segundo a Polícia Nacional, o crime foi praticado com recurso a arma de fogo artesanal, mais conhecido por “boca bedjo”.

A Polícia Nacional deteve na passada segunda-feira, 22, em flagrante delito um jovem de 24 anos acusado da prática de crime de homicídio com recurso a arma de fogo artesanal, mais conhecida por “boca bedjo”.

Segundo a PN, o crime aconteceu no dia 22 de janeiro na localidade de Castelão, tendo o detido, um ex-recluso, disparado um tiro contra um indivíduo da mesma localidade, na sequência de uma briga. A vítima ainda foi socorrida e levada ao Hospital Universitário Agostinho Neto, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu pouco depois.

Ainda na sequência desta ocorrência, foram identificados e detidos outros 5 indivíduos, supostamente envolvidos no caso, e na posse de três armas de fogo (sendo duas convencionais e uma de fabrico artesanal), munições de calibre 7,62mm e 9mm, 2 armas brancas, bem como substâncias estupefacientes e outros objetos, como gorros.

Após apresentados ao poder judicial e submetidos ao primeiro interrogatório, quatro dos indivíduos, incluído o homicida, ficaram em prisão preventiva. Os outros vão responder o processo em liberdade condicionada, com apresentações periódicas às autoridades policiais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest