Preços de produtos importados por Cabo Verde aumentam 21% num ano

Compras Comida Consumo

Preços de produtos importados por Cabo Verde aumentam 21% num ano

Os preços dos produtos importados por Cabo Verde aumentaram 21% em maio, comparativamente com o mesmo período do ano passado, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

De acordo com o Índice do Comércio Externo, em maio último os preços dos produtos importados aumentaram 1,5%, valor superior em 0,1 pontos percentuais relativamente ao mês anterior.

Em maio, o aumento dos preços em Cabo Verde ocorreu em todas as categorias, sendo bens de consumo (2,6%), bens intermédios (0,1%), bens de capital (2,8%) e combustíveis (0,8%).

Em comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 21% nos produtos importados, enquanto nos índices subjacente e volátil na importação registaram acréscimos de 21,4% e 19,9%, respetivamente.

Quanto à exportação, no mês de maio de 2022, o índice de preços aumentou 0,1%, num valor inferior em 0,3 pontos percentuais em relação ao mês de abril.

Em termos homólogos, o INE constatou que em maio a taxa de preços das exportações fixou-se em 7,1%, enquanto os índices subjacente e volátil na exportação aumentaram 9,6% e 0,2% respetivamente.

Na segunda-feira, o Governo cabo-verdiano previu que a taxa de inflação no país poderá chegar aos 8% este ano, a mais elevada dos últimos 25 anos, numa escalada de preços como consequência da guerra na Ucrânia.

Os valores previstos pelo Governo são superiores aos do Banco de Cabo Verde (BCV), que para este ano prevê uma taxa média de inflação de 7,3%.

A concretizar-se, essa taxa de inflação em 2022 de 8%, será o valor mais alto dos últimos 25 anos, só superado pelos 8,7% em 1997, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

No primeiro trimestre deste ano, a taxa de inflação no país atingiu 3,8%, o valor mais alto em praticamente 11 anos, face à taxa nula no mesmo período de 2021, devido ao impacto da escalada de preços provocada pela guerra na Ucrânia, segundo o Ministério das Finanças.

Cabo Verde já tinha fechado 2021 com uma inflação média anual de 1,9%, o valor mais alto desde 2013, então influenciado pelo aumento do preço dos combustíveis no mercado internacional, segundo o Governo.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest