Presidente da OMCV admite possibilidade do alargamento do projeto “Luz para as Meninas”

A presidente da OMCV, Eloisa Cardoso Gonçalves, admitiu ontem, dia 22, a possibilidade do alargamento do projeto “Luz para as Meninas”, implementado em São Vicente, mas adiantou que antes é preciso ter parcerias e financiamento.

“Acho que são coisas pequenas, mas que apoiam muito no empoderamento das meninas e obviamente que é uma ideia que podemos alargar a outras realidades, mas tem de ser com financiamento, que é algo que também falamos aqui que tem estado a diminuir, então tem muito a ver com nossa capacidade de mobilizar novas parcerias para fazer essas atividades”, disse.

Eloisa Cardoso Gonçalves falava aos jornalistas à saída de um encontro do Presidente da República, José Maria Neves, para apresentação dos projetos e desafios da nova equipa diretiva da Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV).

Aquela responsável lembrou que o projeto “Luz para as Meninas”, é financiado pela Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos Dias, sublinhando que realmente ajuda a promover o empoderamento das meninas porque permite que possam estudar, mesmo ao anoitecer, coisa que não lhes era permitido porque não tinham eletricidade”

O projeto “Luz Para as Meninas” passa pelo equipamento de casas de bidões com painéis solares para auxiliar no processo educativo e evitar o insucesso escolar.

O objetivo é de, numa primeira fase, contemplar 50 meninas com pequenos painéis solares e que permitam ter em casa uma lâmpada e uma entrada USB para carregar aparelhos electrónicos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest