Rácio da dívida pública de Cabo Verde segue tendência decrescente

O rácio da dívida pública de Cabo Verde seguiu uma tendência decrescente em maio, situando-se em 107,1% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados de execução orçamental divulgados hoje pelo Governo.

O valor representa “uma redução de 4,8 pontos percentuais, face ao período homólogo” de 2023.

Os dados divulgados hoje “refletem uma melhoria gradual da situação fiscal e macroeconómica de Cabo Verde, contribuindo para a consolidação das finanças públicas, bem como o crescimento sustentável do país”, referiu o Governo numa publicação na Internet.

No que respeita ao rácio da dívida pública, trata-se de um dos indicadores de fragilidade para a economia cabo-verdiana, segundo instituições internacionais como o Fundo Monetário Internacional (FMI), pelo que o alívio ajuda a fortalecer a economia.

Noutros indicadores, o défice orçamental, em maio, situou-se em 0,3% do PIB, “mantendo a consistência em matéria da consolidação das finanças públicas”.

Houve aumento das receitas totais (excluindo venda de ativos) de 7,1%, impulsionado pela arrecadação de impostos e outras receitas, e as despesas correntes agravaram-se em 6,4%, com aumentos significativos nas rubricas de aquisição de bens e serviços, transferências, benefícios sociais, despesas com pessoal e outras despesas.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest