Sal: Salenses consideram que o acto de lavar as mãos é uma das grandes armas contra covid-19

A maioria das pessoas, na ilha do Sal, considerou ontem,05, Dia Mundial da Higiene das Mãos, que a prática de lavar as mãos tornou-se uma das “grandes armas” contra a covid-19.

O Dia Mundial da Higiene das Mãos, assinalado anualmente a 5 de Maio, foi criado pela Organização Mundial da Saúde para chamar a atenção das pessoas sobre a importância da higienização das mãos.


E, num contexto como este, isto é de pandemia, provocada pela covid-19, a maioria das pessoas abordada pela Inforpress entende que se a humanidade inteira não tenha tido esta convicção da importância da lavagem das mãos, com a incidência da covid-19, à escala mundial, agora impõe a esse dever e obrigação.


Eloisa, Artur Silva e outros, analisam que as mãos são uma das partes do corpo mais expostas ao contágio do vírus, à sujidade, reiterando que um acto tão simples e corriqueiro de higienização das mãos se tornou uma das “maiores armas” contra a pandemia que assola o País e o mundo.


Nesta medida, observam que a lavagem das mãos deve não só fazer parte da nossa cultura, como também da higienização quotidiana, porque é um meio que pode contaminar todo o corpo.


Na ilha do Sal, a efeméride passou em branco, sem que as escolas tenham desenvolvido alguma actividade em específico para marcar a data, tendo em conta o contexto da pandemia.


Contudo, a delegada da Educação local, Márcia Graça, explicou em declarações à Inforpress que as actividades alusivas ao dia poderão vir a ser desenvolvidas nos próximos dias, asseverando, entretanto, que actualmente a lavagem das mãos é uma acção recorrente na escola.


Por outro lado, de acordo com um documento, o simples e rápido acto de lavar as mãos com sabão impede em 40% a incidência de infecções tais como a diarreia, gripe, resfriado, erupções e doenças de pele, dores de garganta, infecções no ouvido e estômago, uma vez que muitos fungos e germes se acumulam nas mãos e são facilmente transmitidos a outras pessoas.


Neste dia Mundial da Higiene das Mãos convidam-se todas as unidades de saúde a promoverem a lavagem das mãos, também os profissionais que trabalham com alimentos são igualmente incentivados a tomarem medidas mais seguras e higiénicas.


Ficam algumas dicas para quando lavar as mãos: antes de mexer em alimentos, depois de mexer em resíduos, depois de ir à casa de banho, de assoar o nariz, espirrar ou tossir, após mudar fraldas, tocar em feridas ou doentes, após fazer festas a animais, entre outras circunstâncias.


Informações sanitárias apontam que uma correcta lavagem de mãos é feita com sabonete, abrangendo diversas zonas das mãos durante um minuto.


Entretanto, uns e outros ponderam o facto de algumas famílias verem-se ainda privadas do uso de água potável, não só para beber ou lavar as mãos, mas também para a higienização da casa e do corpo.

Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us