Santiago Norte: Ministro satisfeito com os investimentos feitos no acesso das famílias à água potável

Santiago Norte: Ministro satisfeito com os investimentos feitos no acesso das famílias à água potável

O ministro da Agricultura e Ambiente (MAA) demonstrou-se “satisfeito” com os investimentos feitos no sector da água nos municípios de São Lourenço dos Órgãos, São Salvador do Mundo e Santa Catarina.

Gilberto Silva assumiu esta satisfação durante uma visita a estes municípios para constatar in loco o avanço destes trabalhos, no âmbito de um projecto que ronda os 191 mil contos, financiado pelo Governo, mas que conta também com a participação das câmaras municipais, no sentido de atingir uma ligação total de cerca de mil habitações nesses municípios.

O objectivo, conforme disse este governante, é aumentar consideravelmente o acesso das famílias à água potável, reconhecendo que é um processo que requer muito trabalho e bastante investimento.

Segundo o ministro, no caso de São Salvador do Mundo e também de Santa Catarina, na parte que diz respeito à Cruz dos Picos, a água provêm dos investimentos feitos em Ribeira da Barca, na dessalinizadora, enquanto que a água que está chegando à São Lourenço dos Órgãos é parcialmente vinda da cidade da Praia, estando no processo de completar as redes para que a água chegue às localidades mais altas.

“Isto vai fazer aumentar consideravelmente a taxa de ligação da água, por exemplo em relação a São Salvador do Mundo, onde posso dar um exemplo muito mais visível, que partiu em 2016 com cerca de 24 por cento (%) da taxa de ligação à rede de água e agora encontramos 37%”, disse, evidenciando que com a conclusão deste projeto vai-se conseguir chegar à média, que seria à volta dos 70%.

Neste sentido, Gilberto Silva considerou que seria um “salto qualitativo muito grande” para São Salvador do Mundo nesta matéria, pese embora, realçou, não seja um salto “tão grande” em relação a Santa Catarina ou São Lourenço dos Órgãos, justificando que estes municípios já têm uma taxa de ligação superior a São Salvador do Mundo.

“Nós estamos bastante satisfeitos por ver que as coisas estão avançando, houve atrasos, mas o importante é ver que se trata de um projeto técnico complexo, que exige muita tecnicidade e, acima de tudo, exige que nos importássemos alguns equipamentos, bombas, entre outros”, afiançou o governante.

Tendo em conta o ritmo e o andamento destas obras, o ministro que tutela a pasta da Agricultura e Ambiente diz acreditar que ainda este mês as condições para que as famílias possam ter acesso à rede de água estarão concluídas, mesmo que as ligações domiciliárias ainda não estejam totalmente concluídas, relembrando que é um processo que vai exigir também algo da parte da própria população.


Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest