Santo Antão: Mais três milhões de metros cúbicos de água produzidos por Águas do Porto Novo em quase 15 anos

Santo Antão: Mais três milhões de metros cúbicos de água produzidos por Águas do Porto Novo em quase 15 anos

A empresa Águas do Porto Novo (APN), em Santo Antão, produziu, desde a sua instalação em 2007, “mais de três milhões de metros cúbicos de água potável”, para o abastecimento a dez mil pessoas, neste município.


Esses dados foram divulgados esta sexta-feira pela APN, no quadro da Assembleia-geral desta empresa de produção de água dessalinizada, que celebrou este feito.


A APN, que dispõe de unidade de dessalinização da água do mar, por via osmose inversa, resultou de uma parceria público-privada, envolvendo o Estado de Cabo Verde, a Câmara Municipal do Porto Novo e a empresa Águas de Ponta Preta, na ilha do Sal.


A dessalinizadora, com uma capacidade de produção de mil metros cúbicos/dia, resultou de um investimento de 240 milhões de escudos para uma infra-estrutura, que inclui ainda uma central eléctrica autónoma, uma estação de elevação para o tanque municipal de distribuição e uma capacidade de armazenagem de dois mil metros cúbicos.


Em Fevereiro, esta sociedade operacionalizou uma central fotovoltaica de 55 kWp de potência, que permitiu a redução dos custos de produção de água dessalinizada, neste município, consumida por cerca de dez mil pessoas.


Além da central fotovoltaica, a APN procedeu ainda à inauguração de um posto de transformação de 250 KVA para a aquisição de electricidade através da rede pública de média tensão, projectos à volta de 16 mil contos, que possibilitaram à empresa reduzir os custos de produção e, consequentemente, as tarifas em torno de 05 por cento (%).


Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us