Santo Antão: Obras na ilha andam “a passos de tartaruga”, segundo os deputados do PAICV

Os deputados do PAICV eleitos pelo círculo de Santo Antão declararam hoje que as obras do Governo nesta ilha andam “a passos de tartaruga”, presumivelmente, por causa de “atrasos nos desembolsos às empresas” pelo executivo.

Em causa, segundo a deputada Rosa Rocha, estão seis pequenas obras de requalificação de estradas, lançadas em 2019, pelo primeiro-ministro e que deveriam ficar prontas num período entre quatro e dez meses.

“Em visita ao círculo de Santo Antão, na qualidade de deputados da Nação, inteiramos do avanço das seis pequenas obras de requalificação de vias já existentes (exceptuando a construção do troço de 1,8 quilómetros em Figueiral do Paul), as únicas obras que o Governo tem em curso em toda a região de Santo Antão”, notou a parlamentar.

Lançadas em 2019, para serem executadas em quatro a dez meses, estas obras, “três anos depois, continuam a passos de tartaruga, ao que tudo indica devido a atrasos nos desembolsos às empresas pelo Governo”, acreditam os parlamentares do PAICV.

“Destas seis pequenas obras deve-se realçar que a única, aparentemente, concluída às pressas em 2020, para ser inaugurada pelo primeiro-ministro antes das últimas eleições legislativas, foi a via até à entrada do vale de Martiene”, concluiu Rosa Rocha.

Os dois deputados do PAICV eleitos por Santo Antão estão de visita à ilha no âmbito dos preparativos do debate sobre o Estado da Nação.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest