São Nicolau: Coordenadora da Rede Local Emprego e Empregabilidade faz balanço positivo do desempenho da rede

A coordenadora da Rede Local de Emprego e Empregabilidade de São Nicolau considera “positivo” o desempenho da rede no que concerne a realização do seu plano de acção, mormente no apoio aos jovens na elaboração de projectos e planos de negócio.

Em entrevista à Inforpress, no âmbito do II Encontro Nacional dos Núcleos Gestores das Redes Locais de Emprego e Empregabilidade, cujo acto central está a decorrer na ilha da Boa Vista, com participação via plataforma zoom das outras redes locais, Maria Silva garantiu que o balanço “é positivo”, tendo em conta as actividades realizadas.


“O balanço que fazemos do desempenho da rede ao longo desse tempo é positivo e é necessário ressaltar a qualidade das actividades, a envolvência do público e a qualidade do debate construtivo à volta dos temas que propomos”, afirmou.


Maria Silva destacou ainda que as actividades realizadas foram de vários temas, desde a sensibilização relativamente à igualdade de género, apoio aos jovens com consultoria e elaboração de planos de negócio, entre outras actividades.


“A sensibilização sobre a igualdade de género foi um ponto importante no nosso plano de acção, bem como o enquadramento dos jovens na medida III do Fundo de Emprego, com apoio em elaboração de planos de negócio e ainda foi realizado o fórum empresarial da ilha, onde discutimos os constrangimentos e as eventuais oportunidades”, salientou.


Sendo a autonomia das Redes Locais em prol do Emprego e Empregabilidade o lema do encontro, Maria Silva referiu ainda às acções de capacitação dos membros da rede, de forma a estarem preparados para esta autonomia.

 

Quanto ao impacto do Programa Emprego e Empregabilidade CVE/081 para a ilha, a coordenadora da RLEE São Nicolau garantiu que este contribuiu para o reforço das capacidades e oportunidades locais.


“Aqui em São Nicolau, o Programa Emprego e Empregabilidade cumpriu a sua missão, que é o de reforçar as capacidades e oportunidades locais de forma integrada, para dar respostas integradas no que tange ao emprego e empregabilidade e ainda temos a oportunidade de funcionar juntamente com as diferentes instituições da ilha”, reforçou.


Relativamente ao nível de desenvolvimento da ilha, Maria Silva afirmou que a rede conseguiu através do programa dinamizar a divulgação de informações sobre oportunidades que existem tanto a nível nacional como internacional para os jovens.


Ao longo da actuação da rede local foram desenvolvidos dois projectos socioeconómicos, um sobre promoção das potencialidades turísticas da ilha e outro sobre a conservação, transformação e comercialização de produtos do mar da localidade de Preguiça.


O II Encontro Nacional dos Núcleos Gestores das Redes Locais de Emprego e Empregabilidade decorre de 26 a 28 de Maio na Boa Vista, com participação via plataforma zoom das outras redes locais.


Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest