São Tomé e Príncipe: Atrasada a entrega de vacinas da Covid-19

O arquipélago de São Tomé e Príncipe deveria ter recebido 46 mil doses, em Abril, para a segunda fase de vacinação contra a Covid-19, mas ainda não se sabe quando é que serão entregues.

A representação da União Europeia confirma o atraso, mas diz que não tem poder de decisão, embora seja o maior financiador da plataforma Covax, gerida pela Organização Mundial de Saúde, OMS, e pelo Fundo das Nações Unidas para Infância, UNICEF.

No quadro da iniciativa COVAX, São Tomé e Príncipe já recebeu 24 mil doses de vacinas, a 5 de março, tendo aplicado a primeira dose a 12 mil pessoas.


Esse grupo de primeiros beneficiários, deverá receber nas próximas semanas a segunda dose do imunizante da AstraZeneca.


No total, a plataforma prevê para o país o fornecimento de 96 mil doses de vacinas até o mês de Maio, doses que seriam suficientes para imunizar 20% da população, cerca de 40 mil pessoas.

VOA/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest