São Vicente: CNDHC realiza formação com comunidade LGBTI para “fortalecer” cidadania e activismo

São Vicente: CNDHC realiza formação com comunidade LGBTI para “fortalecer” cidadania e activismo

A Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania (CNDHC) realiza, quinta e sexta-feira, uma formação destinada às associações, organizações públicas e activistas LGBTI para “fortalecer” a cidadania e o activismo.

O evento, que se realiza num dos hotéis da cidade do Mindelo, tem como principais objectivos, conforme a CNDHC esclarece em nota, “fortalecer as capacidades dos participantes em matéria de cidadania e direitos humanos, mas também criar as bases para que o activismo de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgéneros e Intersexo (LGBTI) seja exercido de forma consciente e suportado em normas de direitos humanos”.

 

A iniciativa é, segundo a mesma fonte, especialmente destinada a activistas e membros de associações LGBTI, mas também a associações e entidades que trabalham com a comunidade nas ilhas de Santo Antão, São Vicente e Sal.


A formação deverá abordar temas como Direitos Humanos e Pessoas LGBTI, Conceitos LGBTI, Direito à Saúde das Pessoas LGBTI, Violência Baseada no Género, Situação das pessoas LGBTI no mundo e em Cabo Verde, Cidadania LGBTI e Movimentos Associativos.


O curso é enquadrado no projecto “Cidadania LGBTI”, financiado pela Embaixada dos Estados Unidos da América em Cabo Verde e que prevê ainda a realização de um estudo, um seminário e acções de “plaidoyer” para a adopção de políticas públicas em matéria da inclusão dos LGBTI.


“Essas acções têm como finalidade contribuir para a promoção e garantia dos direitos humanos da comunidade LGBTI e criar as bases para um melhor exercício da cidadania LGBTI em Cabo Verde”, lê-se na nota da CNDHC.


O acto de abertura do evento, no Mindelo, deverá contar com as intervenções da presidente da CNDHC, Zaida Morais de Freitas, do membro da Associação Arco-Íris, Gerson Fortes e do embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde, Jeff Daigle.


A formação deverá depois acontecer na Cidade da Praia com representantes das ilhas de São Nicolau, Boa Vista, Maio, Santiago, Fogo e Brava.


A CNDHC é a entidade nacional que tem por missão a protecção, promoção e reforço dos direitos humanos, da cidadania e do direito internacional humanitário em Cabo Verde, funcionando como órgão consultivo das políticas públicas nesses domínios e como instância de vigilância, alerta precoce, monitoramento e investigação nessas áreas.


Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us