São Vicente: PTS quer mudar o que está errado com foco na educação

São Vicente: PTS quer mudar o que está errado com foco na educação

A candidata do Partido do Trabalho e da Solidariedade (PTS) a deputada pelo círculo eleitoral de São Vicente Elisabete Évora disse hoje que o seu partido quer mudar o que está errado “no sistema”.

A candidata, que se posiciona como o segundo elemento da lista, elencou que um dos focos da plataforma do PTS será a educação e o desemprego jovem. 

“Os jovens estão abandonados e todos os partidos estão a falar a mesma coisa. Mas o PTS quer uma oportunidade para fazer diferente. Constatamos que muitos jovens estão deixando as escolas cedo de mais e muitas vezes envergam por caminhos sem volta por não terem encontrado oportunidades e ter uma vida condigna” frisou Elisabete Évora 

A mesma fonte disse ainda que o PTS almeja centrar-se no sistema de ensino, principalmente no “relacionalmente aluno/professor” que ao longo dos anos “tem-se deteriorado”.

“É neste sentido que apelamos as pessoas para no dia 18 darem um voto de confiança no PTS, pois queremos trabalhar para os jovens, que são o futuro do País”, concretizou Elisabete Évora.  

A lista de candidatos do PTS às legislativas pelo círculo eleitoral de São Vicente é liderada por Jailson d´Aguiar, seguido por Elisabete Évora, Eurico Ramos, Sónia Rodrigues, José Paris, Gracinda Tolentino, Luís Custodio, Silvestra Andrade, Nilton Bento, Alizio Delgado, Daisy Delgado e Manuel Gomes.  

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.  

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).  

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três. 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us