Secretário de Estado diz que o próximo passo é concretizar parcerias feitas na Web Summit

O secretário de Estado da Economia Digital, Pedro Lopes, faz um balanço “extremamente positivo” da participação de Cabo Verde na Web Summit 2022 e garantiu que o próximo passo será a concretização das parcerias feitas.

À Inforpress, em Lisboa, Pedro Lopes lembrou que a Web Summit 2022, que decorreu na capital portuguesa de 01 a 04 de Novembro, teve a “maior participação” de sempre de Cabo Verde, onde as dez ‘startups’ “souberam fazer os contactos certos, as parcerias certas e levam daqui muito conhecimento”.

“Fazemos um balanço extremamente positivo (…). Esta era a nossa vontade, ou seja, dar-lhes aqui uma oportunidade para crescerem e levarem conhecimento para Cabo Verde. Projectámos a imagem de um país do futuro e aquilo que fizemos foi promover o nosso parque tecnológico e promover a nossa vontade de servir como uma porta de entrada para o continente africano e como um ‘hub’ de tecnologia para Oeste África”, frisou.

Pedro Lopes garantiu que o País vai continuar a trabalhar, reconhecendo que há “muito ainda por fazer e muito por alcançar”, mas acredita que em conjunto, com as universidades, jovens, instituições públicas e privadas e o Governo será “todos caminhar na mesma direcção” e com o objectivos.

“O que segue agora na área da inovação e tecnologia é exactamente concretizar essas parcerias, assinamos o memorando de entendimento com a Câmara Municipal de Lisboa para sermos parceiros da Fábrica de Unicórnios, que são empresas avaliadas em mais de mil milhões de dólares, vamos levar este projecto para Cabo Verde e em parceria com Lisboa, podermos ser o embaixador do Atlântico Sul e também embaixadores para o continente africano da Fábrica de Unicórnios”, sublinhou.

O secretário de Estado da Economia Digital contou também que o Governo assinou um memorando de entendimento com a Agência Nacional de Inovação [Portugal] para ajudar o País a promover a investigação e desenvolvimento nas empresas, considerando que é importante que “as empresas em Cabo Verde comecem a fazer uma transformação digital acelerada”.

O governante fez ainda saber que foi assinado também um memorando com uma empresa alemã que já está a operar em Cabo Verde e que vai formar programadores para incluir na sua equipa e que o Governo vai apoiar na concretização desta formação, através de financiamento para esta formação.

“São várias parcerias, os jovens também fizeram várias parcerias e nós temos uma política bem definida naquilo que é a importância do digital para o desenvolvimento de Cabo Verde, com políticas públicas, como a internet como um bem essencial que queremos que seja uma realidade em 2023”, referiu.

Pedro Lopes destacou a importância que se dá ao digital, pelos investimentos em infra-estruturas, como o parque tecnológico e o cabo ellalink, para além de todo o programa de formação e de apoio à promoção do empreendedorismo tecnológico, através da Pró-Empresas e outros programas existentes em Cabo Verde.

À margem da Web Summit 2022, que decorreu no Parque das Nações, em Lisboa, Cabo Verde realizou o “The journey of a tech Island” (A jornada de uma ilha tecnológica, em português), para apresentação da jornada de Cabo Verde no domínio da promoção do Ecossistema Digital de Cabo Verde, que aconteceu na noite desta sexta-feira, 04, nas instalações da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA).

Esta é a terceira vez que Cabo Verde, o único país africano, que tem um ‘stand’ a representar o País na Web Summit e com uma delegação de cerca de 50 pessoas, chefiado pelo secretário e Estado da Economia Digital, entre ‘startups’ e instituições públicas e privadas.

A sétima edição da Web Summit, que terminou na noite desta sexta-feira, contou com mais de 70.000 participantes, 2.630 ‘startups’ e empresas, 1.120 investidores e 1.040 oradores.

O evento tecnológico, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se na zona do Parque das Nações, em Lisboa, em 2016 e vai manter-se na capital portuguesa até 2028.

Inforpress

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest