Sindprof visita ilha do Maio para se inteirar da situação laboral dos professores e educadores de infância

Sindprof visita ilha do Maio para se inteirar da situação laboral dos professores e educadores de infância

A presidente do Sindicato Democrático dos Professores (Sindprof), inicia esta quarta-feira, 05, uma visita de três dias à ilha do Maio para se inteirar da situação laboral dos professores e educadores de infância.

Em declarações à Inforpress, Lígia Herbert explicou que a ideia é auscultar os professores sobre os problemas que afectam a classe neste momento, sobretudo aqueles que são alvo de processos disciplinares, mas também visitar as estruturas escolares, jardins de infância e reunir-se com o delegado do ministério na ilha.

Lígia Herbert assegurou que o sindicato está a acompanhar de perto a situação dos professores alvo de processos disciplinares, mas apelou à serenidade, sendo que não sabe muito bem e nem está claro quem é que está a levantar o processo disciplinar por incumprimento.

Segundo a presidente, o sindicato continua ainda sem saber o real motivo para instaurar processos, sobretudo numa altura em que os professores já colocaram as notas.

Para a sindicalista, este processo é uma tentativa de o Governo silenciar e calar os professores, mas sublinhou que a luta ainda continua e que poderá haver ainda o congelamento das notas no terceiro trimestre.

“Há várias formas de luta que podem ser colocadas em prática ainda neste do terceiro trimestre”, precisou a presidente que afirmou que as medidas estão a tornar-se cada vez mais duras.


Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest