Brava: ELECTRA afirma que declarações do pai sobre corte da energia às filhas não correspondem à verdade

A Empresa de Electricidade e Água (ELECTRA) reagiu esta terça-feira, 05, às declarações de um pai sobre o corte de energia às suas filhas em Safende, na cidade da Praia, realçando que as mesmas não correspondem à verdade.

Em comunicado, a ELECTRA explica que no passado dia 24 do mês de Março do corrente ano uma equipa de inspeção da Electra “detectou uma situação de roubo de energia com ligação directa” num prédio duplex, de três pisos frente e dois pisos atrás, situado em Vila Nova.

De acordo com a mesma fonte, no prédio existem quatro contadores, todos com contrato em nome de um único cliente, sendo este o proprietário deste imóvel.

“Dos quatro contadores existentes, três se encontravam com energia ligada e um se encontrava com energia cortada e com contrato em estado de baixa por dívida”, explicou a nota.

Perante a situação detectada, a Empresa de Electricidade e Água adianta que foi feito “corte de energia, de acordo com a lei de furto e fraude de energia, lei n. 73/ VIII, de 19 de Setembro de 2014, tendo sido elaborado o competente auto de vistoria”.

“A operação ocorreu na presença dos moradores do prédio, que acompanharam e foram-lhes prestados todos os esclarecimentos possíveis, em como proceder para regularizar a situação”, justificou.

E após a regularização do pagamento da caução de furto de energia elétrica, na nota realça-se que “foi feita a religação de energia nos três contadores com contrato activo, depois de terem sido criadas todas as condições de segurança para tal”.

Para finalizar, a Electra reiterou que “continua firme no combate ao furto e fraude de eletricidade, um crime que tem lesado os clientes, a Electra e a economia do país”.

Inforpress.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest