Compal celebra sete décadas de história com alunos de escolas do concelho da Praia

A Compal celebrou sete décadas da sua história com os cabo-verdianos numa actividade que reuniu cerca de 1.300 alunos, do primeiro ao oitavo anos, dos 12 agrupamentos e duas escolas não agrupadas do concelho da Praia.

O evento que decorreu no Parque 5 de Julho, com um conjunto de actividades culturais e lúdico-pedagógicas para as crianças e famílias do concelho da Praia, acontece num ano em que a Compal, segundo o seu representante, Tiago Lopes, está alerta quanto aos problemas ambientais a nível mundial.

“Estamos alerta para o que é o problema do meio ambiente a nível mundial, pelo que nós temos trabalhado muito na reciclagem de alguns materiais utilizados. E como empresa sentimos que é altura de reagir e, com esta preocupação e alerta a nível mundial, decidimos que aos 70 anos será o ano de alerta não só internamente, mas em vários níveis”, disse.

Ainda aquele representante, em Portugal a Compal tem trabalhado com o Ponto Verde visando a recolha dos produtos e sua transformação, sendo que alguns são feitos em Portugal e a maior parte em Espanha onde existem empresas com capacidade para “reciclagem e transformações”.

Referiu ainda que a celebração da data em Cabo Verde deve-se ao facto de ser este o único países da comunidade da Língua Portuguesa onde o negócio da Compal está presente há mais de quarenta anos.

“Ao longo destes anos a comunidade cabo-verdiana sempre se mostrou muito fiel às nossas marcas, pelo que penso que é altura de devolver o que os cabo-verdianos nos têm dado”, acrescentou.

Por sua vez, o presidente do conselho da administração da FICASE, Albertino Fernandes que se associa à Compal para celebrar as sete décadas da empresa, trata-se de um parceiro antigo que muito tem apoiado as crianças com materiais escolares e outros.

“O maior apoio da Compal é com materiais escolares, cerca de dois mil kits escolares por ano, e apadrinhamento de vinte e dois alunos numa escola em Santa Catarina de Santiago, e apoios com géneros para distribuir às escolas”, afirmou.

O evento que acontece no mês de junho, mês da criança, e no âmbito da parceria existente entre as duas instituições, vai ser assinalada por um conjunto de actividades culturais e lúdico-pedagógicas para as crianças e famílias do concelho da Praia.

Das atividades culturais, destacam-se a atuação dos artistas Tikay, Manu Reis, os Enigma e Zuleica Carvalho, revelação da música cabo-verdiana, demonstração de desportos radicais, bem como a realização de jogos tradicionais, educativos – didáticos, sobre a alimentação saudável, música, teatro, desfile e dança, cujos protagonistas serão as próprias crianças das diferentes escolas e suas respetivas famílias.

Esta celebração realiza-se apenas em Cabo Verde, onde a Compal está no mercado há mais de 40 anos, e mantém, há 15 anos, uma importante parceria com a FICASE, apoiando os programas socioeducativos da fundação, com destaque para kits escolares, alimentação escolar e apadrinhamento de alunos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest