Espaço para construção de jardim infantil de Beltches será transformado num centro multiuso e terapêutico – Nuías Silva

O espaço destinado à construção do jardim infantil do bairro de Beltches vai ser adaptado e transformado num centro de dia multiuso e terapêutico, anunciou hoje o presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva.

O projeto foi socializado com a presidente da Fundação Amigos do Paul na Holanda, Maria Teresa Segredo a quem Nuías Silva pediu apoio para a mobilização de parceiros na Holanda e noutros países da Europa para ajudar a câmara municipal a implementar este projeto que também será socializado, nos próximos meses, com a comunidade emigrada nos Estados Unidos da América.

“Inicialmente era um projeto de jardim infantil herdada da câmara municipal anterior e como temos neste momento sete jardins de infância e na zona de Beltches temos parceria com um jardim que funciona e apoiamos, entendemos que a problemática de saúde mental, do alcoolismo e de outros males que afetam a juventude necessita de um centro de dia para recuperação e tratamento dessas pessoas”, justificou Nuías Silva.

O projeto do centro de dia multiuso e terapêutico de Beltches, segundo explicou, tem uma tripla valência, nomeadamente a integração pelo desporto, a integração pela produtividade em que as pessoas não produtivas passam a produzir após formação e qualificação para projeto de vida e a transformação das ribeiras de Beltches em pequenas parcelas produtivas com irrigação gota-a-gota que irá ser trabalhado pelo próprio centro e cujas receitas reverter-se-ão para a remuneração das pessoas que estão no centro.

O espaço terá placa desportivas, salas multiusos e terapêuticos e espaço para a própria saúde que passará a ter um enfermeiro que atenderá a comunidade de uma forma geral, e está enquadrado num projeto maior que é o centro de recuperação de toxicodependência, com capacidade para internamento, que vai ser desenvolvido em Monte Genebra, zona sul do município.

A ideia, explicou Nuías Silva, é ter 20 pessoas num processo de recuperação com programas de três e seis meses em que serão trabalhadas as questões de saúde, corporal e espiritual.

A presidente da Fundação Amigos do Paul na Holanda, Maria Teresa Segredo, que é embaixadora do programa “menos álcool, mais vida” na Holanda e na Europa, mostrou-se satisfeita com o projecto apresentado e prometeu contribuir para a sua materialização.

“Não prometemos 100 por cento (%) mas vamos fazer esforços para contribuir para este projecto”, disse a presidente da fundação, assegurando desde já apoiar a câmara municipal no equipamento do futuro centro multiuso e terapêutico de Beltches.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest