Estudo: População das zonas aeroportuárias ciente do perigo que aves e gados representam para operações aéreas

A população que habita nas zonas aeroportuárias da Cidade da Praia já demonstra algum conhecimento relativamente ao perigo que as aves e os gados representam para as operações aéreas.

Este é um dos resultados da primeira semana do inquérito do Instituto de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos e Marítimos (IPIAAM), que está a decorrer na Cidade da Praia desde 26 de Julho e com a duração de um mês.

Nesta primeira semana, segundo o IPIAAM foram inqueridas as populações dos bairros de São Tomé, Portete Baixo, Agostinho Alves, Jamaica e Água Funda, com aplicação de mais de 50 questionários a criadores de aves e de animais.

“Demonstraram conhecimento relativamente ao perigo que as aves representam junto às zonas aeroportuárias, têm sido muito recetivas e com interesse em colaborar, disponibilizando as informações de forma precisa”, precisa a mesma fonte numa nota enviada à Inforpress.

Por outro lado, avança a mesma fonte, que as pessoas desconhecem o código de postura municipal apesar dos trabalhos divulgados através da televisão e dos demais órgãos de comunicação social.

O inquérito é realizado em parceria com o programa “bird-safe”, criado para prevenir o risco da presença frequente de vida animal no entorno aeroportuário, evitando a ocorrência de colisões das aeronaves com pássaros (bird strike).

O programa configura-se como uma das ações que deverá contribuir para a consciencialização da população e das instituições, a respeito da prevenção de incidentes e, por conseguinte, possibilitar a consolidação da segurança operacional.

Segundo dados da ASA (Aeroportos e Segurança Aérea), foram registadas, nos últimos anos (2016 a 2021), 76 colisões envolvendo aviões e pássaros no Aeroporto Internacional da Praia.

Por isso, através desta iniciativa se pretende desenvolver e implementar uma série de actividades, para a consciencialização da população e das instituições, a respeito da prevenção de incidentes, promover a mudança de comportamentos e, por conseguinte, possibilitar a consolidação da segurança operacional.

O IPIAAM, através desta ação conjunta, almeja alcançar resultados mais eficazes e de maior alcance, na mitigação do risco que a presença frequente de vida animal no entorno aeroportuário em prol de uma cultura de segurança no sector da aviação civil.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us