Governo pretende elaborar inquérito para avaliar o estado físico e psicoemocional do adolescente

O Governo pretende elaborar um inquérito para avaliar o estado de saúde físico e psicoemocional do adolescente, anunciou hoje a directora Nacional da Saúde, à margem do ateliê de socialização da Estratégia Nacional de Prevenção do Suicídio.

Em entrevista aos jornalistas, a directora nacional de Saúde, Ângela Gomes, disse que em outras partes do mundo há estudos realizados, após a covid-19, que demonstram que os adolescentes e jovens têm tido uma alta prevalência de insatisfação e de grau de infelicidade.

Mencionou ainda que a nível mundial os adolescentes geralmente não adoecem e não têm muito contacto com as estruturas de saúde, por causa de doenças.

E com base nisso, no caso de Cabo Verde, referiu que o Governo criou o programa de saúde do adolescente, precisamente para atrair os adolescentes às estruturas de saúde antes que adoecem, com o objectivo, segundo a mesma, de terem acesso às informações e criarem habilidades para desenvolverem projectos de vida mais saudáveis.

“Neste sentido, que estamos a elaborar agora um inquérito de saúde do adolescente que vai se iniciar ainda este ano, trata-se de um inquérito extremamente completo que vai também nos dar indicativos de qual o estado de saúde físico e psico-emocional dos adolescentes”, anunciou Ângela Gomes.

Por outro lado, a psicóloga clínica Cláudia Galina reforçou que há muitos factores que podem levar a esse desfecho, pelo que recomenda a prevenção, isto é, actuação precoce para lidar com o problema da melhor forma.

“É importante estarmos muito atentos a essa camada populacional, estar atento aos sinais e agir de forma multissectorial, e, se conseguirmos fazer isso desde a prevenção precoce com crianças, adolescentes e jovens, estamos a evitar que o problema seja ainda maior”, sublinhou esta profissional de saúde.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest