Hospital Agostinho Neto aponta diminuição de amputações em pacientes com diabetes em 2023

O Grupo Khym Negoce vai oferecer ao Hospital Universitário Agostinho Neto (HUAN), na cidade da Praia, cinco aparelhos de ar condicionado (AC) com tecnologia que repele mosquitos.

De acordo com os dados divulgados à imprensa pela médica-cirurgiã Denise Pereira, pelas estatísticas de 2021 até a data de hoje a taxa de amputação vem “diminuindo consideravelmente”.

A médica falava no âmbito de um workshop realizado no HUAN sobre o pé diabético, em parceria com uma equipa médica especializada dos Estados Unidos da América.

Disse tratar-se de um tema “importante”, já que em Cabo Verde há uma “grande taxa” de pacientes com a diabetes, pelo que o workshop, segundo a especialista, vem trazer “alguns pontos importantes”, principalmente na prevenção de ulcerações, infeções e feridas nos pacientes com pé diabético.

“Sempre frisamos a importância da avaliação dos pés, todos os pacientes diabéticos devem examinar diariamente os pés, porque às vezes um simples calo ou uma simples infeção fúngica leva a complicações e muitas vezes é uma alta taxa de amputação de membro associada as infeções”, indicou Denise Pereira.

Explicou que a maioria dos pacientes diabéticos perdem a sensibilização nos pés que é denominada de “neuropatia diabética”, e se o paciente não tiver uma abordagem precoce, a diabetes por si só leva a complicação associada à infeção, e que qualquer infeção no diabético o risco é maior.

“A imputação é a última saída, acontece quando temos que escolher entre a vida do doente e aquele membro, e sempre optamos pela retirada do membro, mas antes disso há outras formas de tratamento, com a introdução de antibiótico e revascularização”, sublinhou a especialista.

Denise Pereira recomendou, entretanto, que, para além do controlo “rigoroso da diabetes”, o paciente deve adotar uma boa alimentação, cuidar dos pés, examinar e hidratar diariamente os pés e procurar sempre o atendimento médico, alertando que o diagnóstico precoce pode sempre reduzir as taxas de imputações.

A missão médica especializada dos Estados Unidos de América vai permanecer no país até quarta-feira, 24.

A equipa tem em agenda uma série de atividades e colaborações estratégicas no campo da cirurgia de cabeça e pescoço, cirurgia oncológica por via digestiva, mama e cirurgia ortopédica.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest