Moradores da Achada São Filipe contra instalação da incineradora de lixo hospitalar na comunidade

O Núcleo de Moradores da Achada São Filipe, na cidade da Praia, visitou hoje o espaço destinado à instalação de uma incineradora do lixo hospitalar e desaprovou a instalação dos fornos de queima de lixo dentro da comunidade.

À Agência Inforpress, a representante do Núcleo de Moradores da Achada São Filipe, Gy Mendonça, considerou que a colocação da incineradora vai “trazer problemas” para o meio ambiente e principalmente para a saúde pública.

A visita ao espaço, no recinto do Centro Terapêutico da Granja de São Filipe, significou um sinal de protesto contra o arranque da obra, segundo a mesma fonte, já que apresenta uma “ameaça” para a comunidade ao redor e “afectar a agricultura” que é praticada também no local.

“Então, não podemos permitir esta obra, que já sabemos os males que isso vai causar, não somos contra a instalação da incineradora só que não queremos dentro da nossa comunidade, não temos conhecimento do estudo que foi feito, mas, temos a noção dos impactos negativos que uma incineradora traz para uma comunidade e sabemos que em todos os lugares uma incineradora fica instalada fora da cidade”, sublinhou a representante.

Descreveu ainda que as pessoas que vivem perto do local vão estar sujeitas a inalar o fumo, para além de contaminar os alimentos que são cultivados nos arredores, afirmando que caso as obras continuarem estarão dispostas a adoptar outras medidas de protesto.

“Constatamos que as obras já se iniciaram e caso continuarem com a execução dos trabalhos vamos levar uma petição, que já tem mais de mil assinaturas ao Ministério do Ambiente, Ministério da Saúde e ao Instituto Nacional de Saúde Pública, para pedir o embargo da obra”, frisou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest