Paludismo: Programa Nacional cumpre implementação do plano com pulverização intra-domiciliar nos bairros de risco

O coordenador do Programa Nacional de Doenças de Transmissão Vetorial, disse hoje que, depois das primeiras chuvas, o combate contra o mosquito do paludismo está sendo feito com pulverização intra-domiciliar nos bairros de risco.

António Moreira fez essas considerações em declarações à imprensa quando falava sobre o mosquito vetor do paludismo, indicando que o trabalho a ser realizado enquadra-se na implementação do plano de atividade operacional 2022 quanto à eliminação do mosquito.

“Depois da primeira chuva estamos a implementar o plano de atividades operacional 2022 de acordo com o plano estratégico de eliminação do paludismo 2020/2024. Neste momento, estamos a fazer a pulverização intra-domiciliar, sobretudo, nos bairros de risco malárico”, disse.

Além da pulverização domiciliar, o Ministério da Saúde, segundo disse, está também a dar combate anti-larval, passar informação e comunicação e a fazer a supervisão de vítimas, das estruturas relacionadas com o diagnóstico precoce de casos, bem como o tratamento correto e seguimento de casos importados.

Durante o ano 2022, Cabo Verde conta com um caso de paludismo importado e zero casos local.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest