PN vai instaurar processo de averiguação para “apurar circunstâncias e eventuais responsabilidades” no caso do recluso encontrado morto em cela

Homem de 29 anos estava detido na Esquadra Policial em Santa Maria e terá alegadamente posto termo à vida.

Na sequência de um indivíduo que foi encontrado sem vida no interior de uma cela na Esquadra Policial em Santa Maria, no dia 24 de junho, a Polícia Nacional já fez saber que vai instaurar um processo de averiguação para “apurar circunstâncias e eventuais responsabilidades”. A informação foi avançada ontem, dia 25, na página oficial da PN.

Segundo o mesmo comunicado, o cabo-verdiano de 29 anos foi detido no dia 24 de junho, na zona Norte de São Paulo, em Santa Maria, em flagrante delito, após ter “aprisionado uma mulher, dentro de uma garagem, enquanto a agredia fisicamente”.

“A detenção ocorreu após a Polícia ter sido acionada, através de uma chamada de emergência, tendo deslocado ao local e encetado um processo de negociação policial com o agressor, dadas as condições de acesso à garagem, que se encontrava trancada, tendo uma única entrada, e ao facto do agressor ter informado que se encontrava na posse de uma arma de fogo com a qual ameaçava agredir a vítima e os efetivos, e se recusava a abrir o portão da garagem”, avança a mesma fonte.

O alegado agressor teria se recusado a abrir o portão e, segundo a PN,  alegou “que a mulher era dele, que ninguém deveria se intrometer, e que caso a polícia tentasse forçar a entrada que dispararia a referida arma sobre os presentes, tendo inclusivamente arremessado através de uma frecha do portão, uma munição de arma de fogo, de calibre compatível com arma de guerra (AKM), de modo a convencer os policiais que estava efetivamente armado”.

O processo de negociação terá durado cerca de uma hora tendo o alegado agressor libertado a vítima e se entregado às autoridades, acabando por ser “detido por crimes de sequestro, VBG, ameaça, injúria, posse de munição de guerra e calúnia”.

O detido foi conduzido à Esquadra Policial em Santa Maria, por volta das 18 horas, e foi conduzido a uma cela policial. Onde,por volta das 23h45, “foi encontrado sem vida”, tendo alegadamente posto fim a própria vida com recurso à camisa que vestia.

Segundo a PN, as autoridades competentes da Delegacia de Saúde e da Polícia Judiciaria, dirigiram-se ao local do ocorrido e confirmaram o óbito por suicídio. 

Entretanto, a PN que “lamenta profundamente o ocorrido e endereça sentidas condolências à família”, confirma que nos termos regulamentares, vai instaurar um processo de averiguação a fim de apurar as circunstâncias e eventuais responsabilidades.

Balai Notícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest