Portugal: Instituto Politécnico de Bragança sem condições para abrir mais vagas para estudantes internacionais nos próximos anos

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Portugal, não prevê abrir mais vagas para estudantes internacionais, nomeadamente dos países de língua portuguesa, porque está no limite da sua capacidade e o alojamento tem sido insuficiente.

“Gostaríamos de abrir mais vagas para estudantes internacionais, nomeadamente dos países de língua portuguesa, mas estamos limitados pelas instalações. Estamos no limite e também sentimos que o alojamento nas nossas cidades está no limite”, esclareceu à Inforpress, o presidente do IPB, Orlando Rodrigues.

Segundo ele, neste momento o IPB está a construir algumas residências de estudantes, mas já verificou que “começa a haver alguma dificuldade” neste sentido, sublinhando, entretanto, que o instituto tem também “particular necessidade” de construir uma nova Escola de Saúde e está neste momento a tratar deste processo.

“Enfim, gostaríamos de ampliar um pouco a nossa dimensão, mas neste momento estamos limitados por esses dois factos: as nossas instalações e a dimensão do alojamento nas cidades, por isso não podemos aumentar e vamos ter de manter este contingente até temos mais condições”, esclareceu.

Por outro lado, Orlando Rodrigues garantiu que o IPB tem apoiado o empreendedorismo dos seus alunos de Cabo Verde, através de um programa de apoio ao empreendedorismo, a montarem os seus próprios negócios, tanto em Bragança, como no seu País de origem.

“Temos alguma relação com alguns municípios e instituições cabo-verdianas no apoio ao empreendedorismo dos nossos alunos e muitos têm criado empresas de sucesso em Cabo Verde ao montarem os próprios negócios”, disse o presidente do Instituto Politécnico de Bragança que acolhe cerca de 10.500 estudantes, 35 por cento (%) dos quais são internacionais, representando quase 70 nacionalidades, sendo que mais de mil são cabo-verdianos.

Orlando Rodrigues esclareceu que a maioria dos estudantes é de países de expressão portuguesa, aparecendo primeiro Cabo Verde, depois o Brasil, São Tomé, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau e também Timor-Leste.

O IPB tem também uma “comunidade assinalável” de estudantes tunisinos, que já são mais de 100, e vários de outros países de América do Sul, tanto que alguns cursos são lecionados inteiramente em inglês, por causa dos estudantes internacionais.

O Instituto Politécnico de Bragança é uma instituição pública de ensino superior de Portugal constituída por cinco escolas, sendo quatro em Bragança e uma em Mirandela: Escola Superior Agrária de Bragança, Escola Superior de Educação de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Bragança, Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela e Escola Superior de Saúde de Bragança.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest