Projeto “Praia + Inclusiva” vai construir 654 casas de banho em sete bairros da capital

O projeto “Praia + Inclusiva” vai construir 654 casas de banho em sete bairros da capital, beneficiando assim as famílias mais vulneráveis, anunciou hoje o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho.

Financiado pela União Europeia, o projeto conta com a parceria do Ayuntamiento de Madrid, Câmara Municipal da Praia e Águas de Santiago (ADS) e visa promover a inclusão social das cidades, através da ampliação do acesso a serviços básicos de distribuição de água e esgotos, incluindo ligações internas e a implementação de uma ação piloto de construção de casas de banho destinadas a agregados familiares pobres da cidade.

O mesmo visa ainda reforçar a governação urbana através da promoção da boa governação urbana e do papel da autoridade local para se tornarem decisores políticos autónomos em questões relacionadas com o desenvolvimento sustentável local integrado.

Francisco Carvalho, que falava aos jornalistas na manhã de hoje, durante uma visita institucional ao terreno para a apresentação das intervenções feitas nos bairros de Alto da Glória e Simão, realçou a importância desse projeto, que vai “ao encontro de uma das necessidades mais prementes” da população no município da Praia.

Avançou que Alto da Glória, Simão Ribeiro, Achada Grande Frente, Tira Chapéu, Castelão, Safende e Eugénio Lima são os bairros contemplados com este projeto.

Francisco Carvalho considerou que o projeto terá um “grande impacto” na vida das populações e do município sendo que estão previstas a construção de 654 casas de banho.

Por outro lado, disse ainda que o processo de seleção das famílias já está concluído, tendo assegurado que foi criada uma plataforma inovadora que permitiu a selecionar as famílias que mais necessitam.

Por um lado, o autarca praiense realçou o engajamento e entendimento das diversas instituições envolvidas neste projeto, e, por outro, o “grande esforço” da cooperação internacional.

Na ocasião, o representante da União Europeia, Sebastian Germano, assegurou que o projeto vai fazer intervenção em sete bairros da Praia, permitindo assim aos praienses terem acesso a água, serviço de esgotos e casas de banho, e “sair da pobreza”.

O projeto “Praia + Inclusiva” está “perfeitamente alinhado” com os objetivos do apelo à realização de abordagens integradas à sustentabilidade urbana a nível local e visa ainda dotar a câmara da capacidade de projetar, financiar, administrar e implementar o Plano Estratégico Municipal de Desenvolvimento Sustentável da Praia (PEMDS).

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest