Provedor da Justiça apela a resolução dos problemas da rede de esgoto na Praia

O provedor da Justiça, José Carlos Delegado, chamou hoje a atenção “de quem de direito” para a resolução dos problemas da rede de esgoto que se vem verificando um pouco por todo o concelho da Praia.

“É uma situação difícil já que se trata da saúde pública e de focos de doenças que se vão criando”, disse à imprensa após questionado pelo jornalista sobre a existência ou não de queixa na Provedoria da Justiça sobre o tema.

José Carlos Delegado, que primeiro chama “a quem de direito” a fazer a sua parte e admite tratar-se de algo anormal, admitiu não ter queixas contra AdS sobre este serviço, mas afirma ter muitas queixas sobre a Electra.

Neste âmbito, considerou que as autoridades responsáveis por este serviço devem encontrar uma forma de resolver a questão, pois, segundo disse, não se pode ter uma cidade onde os esgotos “explodem como pipocas”.

“Este é um problema de saúde pública que vem desaguar no hospital da Praia, com pais queixando-se de que os filhos não podem respirar e velhos com problemas também de saúde”, indicou.

Apontou ainda o dedo responsabilizando as instituições quanto à situação que ainda se vive em Achada Grande Trás com o esgoto a céu aberto “há muito tempo”.

A declaração do provedor da Justiça sobre a situação dos esgotos aconteceu após a visita que efetuou na manhã de hoje ao Hospital Universitário Dr. Agostinho Neto para conhecer os diferentes serviços, os desafios e os constrangimentos, como assinalou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest