Restos mortais do padre Alberto Meireles já repousam no cemitério de Achadinha

O corpo do padre espiritano Alberto Meireles foi hoje a enterrar no cemitério de Achadinha, São Lourenço dos Órgãos, interior de Santiago, com os fies a despedirem-se em lágrimas do seu pároco.

A missa exequial do reverendo sacerdote foi presidida pelo bispo de Santiago, Dom Arlindo Furtado, e contou com a participação de autoridades civis e membros da comunidade que Alberto Meireles serviu durante 54 anos.

O Governo esteve representado na pessoa da ministra da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares, Filomena Gonçalves.

Na ocasião, o cardeal Arlindo Furtado destacou o trabalho de evangelização do falecido padre durante a sua passagem por Cabo Verde, desde 1968.

O padre espiritano Alberto Meireles faleceu no passado 04 de Março, vítima de doença prolongada, na freguesia de São Lourenço dos Órgãos.

Em 2017, aquando dos seus 50 anos de vida sacerdotal, foi homenageado pela Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos.

Na altura, o presidente da Câmara local, Carlos Vasconcelos, sublinhou a importância do trabalho do missionário espiritano em prol do desenvolvimento social do município.

“Esta homenagem é o mínimo que o município deve render a um homem de uma humildade extraordinária, mas sobretudo um exemplo de filantropia e solidariedade” afirmara o autarca.

Alberto Barbosa da Cunha Meireles, nasceu na freguesia de Lever, concelho de Vila Nova de Gaia, Diocese do Porto, Portugal, a 20 de Março de 1939.

Foi ordenado sacerdote em Carcavelos a 03 de Outubro de 1967.

Chegou a Cabo Verde a bordo do navio “Rita Maria”, a 02 de Novembro de 1968.  Nesse mesmo dia chega à Paróquia de São Lourenço dos Órgãos e à sua comunidade, onde é recebido pelo Pe. Arlindo Amaro, pároco das duas paróquias, São Lourenço e São Salvador do Mundo.

Nessa altura é nomeado vigário paroquial das duas paróquias, mas com residência em São Salvador do Mundo. Depois da saída do Pe. Arlindo Amaro ficou responsável, primeiro das duas paróquias e, depois, somente da de São Lourenço dos Órgãos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us