Santa Catarina: ADAD leva debate sobre impacto do 25 de Abril no ambiente à Universidade de Santiago

A Universidade de Santiago (US), em Santa Catarina, recebeu hoje um evento que debateu o impacto do 25 de Abril no ambiente, uma iniciativa da Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD).

“A ADAD quis com este evento lançar um debate sobre o impacto do 25 de Abril no ambiente. O 25 de Abril teve vários impactos em várias vertentes, mas, nem sempre se faz análise na perspectiva ecológica e ambiental. Por isso quisemos com este evento lançar este debate”, adiantou à Inforpress Aristides Reis, membro da ADAD.

“Antes da revolução de 25 de Abril já havia políticas e medidas para a protecção do ambiente, mas, do meu ponto de vista o 25 de Abril impulsionou ainda mais essas medidas, porque trouxe mais liberdade, mais democracia e mais reflexão. Então mais grupos se organizarem com objectivo de analisar o ambiente que havia na altura e o ambiente que se prevê para o futuro”, continuou o activista da ONG ambiental.

Aristides Reis acrescentou ainda que os Estados nascidos da revolução de 25 de Abril também passaram a ter uma outra perspectiva e visão sobre o ambiente, e deram um novo “input” às iniciativas da sociedade civil.

Os governos, segundo ele, abraçaram e arrancaram políticas para sustentar essas iniciativas da sociedade civil.

No caso de Cabo Verde, lembrou que com a independência surgiu uma “grande iniciativa” para promover e organizar campanhas de reflorestação.

Esta iniciativa, que conforme lembrou, foi abraçada por muitos voluntários, e, além da plantação, tinha como foco o combate à desertificação e à erosão.

“Portanto, acho que a revolução e a independência trouxeram toda mais-valia para nós nos preocuparmos com o ambiente”, defendeu o ambientalista.

Paralelemente ao evento, que decorreu no formato presencial e online, a ADAD homenageou o engenheiro Carlos Baeta Neves, do Instituto Superior de Agronomia, em Portugal, reconhecendo o seu “valioso contributo” para a área ambiental e a sua relação histórica com Cabo Verde, especialmente no contexto da agricultura e do desenvolvimento rural.

E ainda foi feita plantação simbólica de uma árvore no campus da US, em Bolanha, Assomada, Santa Catarina.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest