Santo Antão: Ministro empossa novos órgãos da Região Sanitária e anuncia início de “um novo ciclo” na ilha

O ministro da Saúde empossou hoje os novos órgãos da Região Sanitária de Santo Antão e avançou que com a nova equipa dirigente abre-se “um novo ciclo” na ilha, de “muita esperança e confiança” na renovada equipa.

A cerimónia ocorreu em Afonso Martinho, Ribeira Grande, e foram empossados o médico Alexandre Alves, como novo director da Região Sanitária de Santo Antão, e as médicas Evadilve do Rosário, como delegada de Saúde do Paul, e Júlia Santos, a nova directora clínica do Hospital Regional João Morais.

Na ocasião, Arlindo do Rosário, ao dirigir-se ao novo director da Região Sanitária de Santo Antão, salientou que com “inteligência, sabedoria e bom-senso” saberá preservar os bons resultados já alcançados e “melhorá-los”.

“Daremos maiores competências e autonomia às regiões sanitárias, possibilitando uma melhor participação na governação de cada região e melhor execução dos planos estratégicos de desenvolvimento sanitário regional” garantiu Arlindo do Rosário.

Entretanto, o ministro da Saúde reconheceu que “muitos desafios” esperam a nova equipa, mas que “certamente serão enfrentados com redobrada determinação e confiança” num “futuro melhor”.

“Santo Antão com esta vasta equipa renovada irá continuar em boas mãos. Juntos, privilegiando sempre o diálogo, humildade e espírito de colaboração, seremos mais fortes” enfatizou Arlindo do Rosário.

Por sua vez, o recém-empossado director da Região Sanitária de Santo Antão, Alexandre Alves, prometeu “tudo fazer” para “não defraudar” a confiança nele depositado.

“Os resultados alcançados na saúde em Santo Antão colocam-nos entre as ilhas como os melhores indicadores, cuja consolidação exige uma continuidade de melhoria, numa visão partilhada com foco nos recursos humanos” afirmou Alexandre Alves.

Os ganhos existem, conforme o director da Região Sanitária de Santo Antão, poré “é necessário trabalhar com afinco”, integrando “de forma efectiva” todos os parceiros da saúde.

Alexandre Alves enfatizou ainda que é necessário continuar a trabalhar para a melhoria dos indicadores.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest