Tiroteio em Copenhaga provoca três mortos e três feridos em estado crítico

Pelo menos três pessoas morreram e outras três encontram-se em estado crítico na sequência de um tiroteio ocorrido no domingo num centro comercial em Copenhaga, indicou a polícia dinamarquesa.

O inspetor da polícia de Copenhaga, Søren Thomassen, precisou que as três vítimas mortais são um homem na casa dos 40 anos e “dois jovens”.

O suspeito do tiroteio ocorrido domingo à tarde, um dinamarquês de 22 anos, foi detido nas imediações do centro comercial, segundo informou o mesmo inspetor numa anterior conferência de imprensa.

A primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, disse no domingo que o país foi atingido por um “cruel ataque”, referindo-se ao tiroteio.
“É incompreensível, comovente, sem sentido. A nossa bela, e geralmente tão segura, capital foi alterada numa fração de segundos”, afirmou num comunicado oficial.

Numa declaração conjunta, a rainha Margarida, o príncipe Frederico e a mulher e a princesa Maria afirmaram que “a situação pede unidade e cuidado”.
“Ainda não sabemos a extensão total da tragédia, mas já é claro que mais pessoas perderam a vida e que mais ainda ficaram feridas”, lamentaram.

O ministro da Justiça, Mattias Tesfaye, assegurou, em declarações à agência noticiosa dinamarquesa Ritzau, que “as autoridades estão a fazer tudo o que podem” para deslindar o caso e para que os seus “responsáveis possam ser processados”.

Inforpress/Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest