Todos os serviços da Polícia Nacional na Praia estarão engajados no processo eleitoral, diz PN

O subcomissário Nataniel Silva, do Comando Regional de Santiago Sul e Maio da Polícia Nacional, informou hoje que todos os serviços da polícia da Praia estarão engajados no processo eleitoral no dia 18 de Abril.

 

Segundo Nataniel Silva, a nível interno tudo já está delineado para o domingo, 18, e todos os efectivos dos serviços da Polícia Nacional, na Praia, desde a Direcção Nacional, corpo de intervenção, fronteira, estarão “focados”, fazendo o policiamento e garantindo que as eleições legislativas decorram na normalidade.

Conforme elucidou, as estratégias para evitar as aglomerações, garantindo o distanciamento físico e social vêm sendo colocadas em prática desde as campanhas pré-eleitorais e eleitorais, pelo que continuarão, nesta linha, o trabalho de sensibilização e chamada de atenção, de modo a fazer com que todos cumpram as medidas de combate à covid-19.

Não obstante, frisou este responsável, a maior preocupação dos agentes no terreno, passa por evitar aglomerações, conflitos e evitar que haja qualquer tipo de “manobras” e “artimanhas” para conseguir “ludibriar” pessoas a votar ou não, ou seja, sublinhou, procurar cumprir o estipulado no código eleitoral e questões ligadas à pandemia.

Apontou ainda que haverá sempre respostas a outras circunstâncias, garantindo a ordem e a tranquilidade públicas em geral, uma vez que, domingo 18, não se vai resumir só à eleição.

Das medidas para o dia da reflexão e da eleição destacam-se patrulhamentos auto e apeado, no dia da reflexão, para prevenir qualquer tentativa de propaganda eleitoral ou actividades de campanha que possam atrapalhar a reflexão dos eleitores, assegurar o transporte das urnas e dos boletins de voto, antes e depois do escrutínio.

Garantir a protecção das mesas de assembleia de voto (MAV), das delegações da CNE e das sedes de campanha, bem assim, dos Delegados da CNE e dos candidatos, reforçar o policiamento em todos os locais sensíveis e susceptíveis de alteração da ordem, delimitar e condicionar o acesso ao espaço exterior às MAV, a pedido do presidente desta ou do delegado da CNE, de entre outros.

Às legislativas do dia 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.
 
Inforpress
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest