“Vou lutar mais do que nunca para conseguir chegar às medalhas”, promete Nancy Moreira 

Nancy Moreira é a primeira atleta feminina do Team Cabo Verde a qualificar-se para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

“Fiquei em estado de choque (…) não estava nada à espera. Foi incrível”, diz em declarações ao Balai a pugilista cabo-verdiana Ivanusa “Nancy” Moreira que conseguiu qualificar-se esta semana para os Jogos Olímpicos de Paris através de uma vaga de universalidade atribuída pela Comissão Tripartida do Comité Olímpico Internacional (COI). 

A atleta revela que recebeu a notícia da qualificação nesta segunda-feira, dia 17, através da presidente do Comité Olímpico de Cabo Verde (COC), Filomena Fortes, e do chefe de missão de Cabo Verde para os JO Paris 2024, Léo Moreau, por vídeo chamada, e ficou muito emocionada.

“Ser a primeira mulher a conseguir uma qualificação na modalidade é incrível. Só quero conseguir incentivar muitos jovens a lutar arduamente pelos seus sonhos e dizer-lhes que quando tiverem vontade de desistir, assim como eu tive, continuem a treinar. A vitória vai chegar mais tarde ou mais cedo”, avança Nancy que é primeira atleta feminina cabo-verdiana a qualificar-se para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

A atleta reconhece também que “chegar até aqui não foi fácil”. “Cai nas três qualificações, sendo que nas duas últimas oportunidades de apuramento perdi na final. Foram quedas duríssimas, mas nunca pensei em desistir, continuei a treinar”, diz a jovem que quase conseguiu uma qualificação direta nos torneios de qualificação na Itália e na Tailândia e que tem vindo a procurar a sua qualificação para os Jogos Olímpicos desde Tokyo 2020.

Segundo o COC, “o trabalho louvável e meritório (de Nancy) foi recompensado com a atribuição da única vaga de universalidade disponível a nível mundial para a sua categoria de peso (66kg)”.

A jovem que é bolseira da Solidariedade Olímpica também espera contar com mais apoios no futuro sendo que esse aspeto é o suporte necessário para que os atletas possam estar apenas preocupados com a competição e não em como lá chegar.

“Embora o Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) tenha me ajudado com algumas despesas de preparação, não foi o suficiente para cobrir todas as minhas necessidades. Contudo uma melhor articulação do meu plano anual ajudaria mais e melhor à entidade”, explica.

“As expectativas são grandes, vou lutar mais do que nunca para conseguir chegar às medalhas”, deixa a promessa a atleta olímpica que complementa: “Nada é impossível quando acreditamos no nosso sonho”

No que diz respeito a planos futuros, a pugilista afirma que depois de Paris vai fazer um novo plano e que espera ter mais apoios até porque “mais um ciclo destes o seu coração não aguenta”.

Nancy Moreira junta-se ao pugilista David Pina, qualificado por mérito próprio, ao esgrimista Victor Alvares e ao atleta Samuel Freire, também qualificados através do princípio de universalidade dos Jogos Olímpicos. Segundo o COC, com esta qualificação, o país espera ter a maior delegação de sempre para uns Jogos Olímpicos, com 7 atletas.

Os Jogos Olímpicos de Paris´2024 serão realizados na França de 26 de julho a 11 de agosto.

Balai Notícias

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest