Como estimular as hormonas da felicidade

Num mais do merecido tributo ao movimento Setembro Amarelo, desafio-te a lançar um olhar sobre o valor mais precioso ao ser humano, ao ponto deste passar a vida inteira à sua procura. Como estimular a felicidade, com dicas práticas sobre como atuam as suas quatro principais hormonas, responsáveis por sensações e sentimentos como prazer, união, motivação e até amor, é a minha proposta para esta crónica.
Como estimular as hormonas da felicidade

Antes de avançar, é de todo pertinente esclarecer que as hormonas são produtos químicos produzidos por várias glândulas que enviam mensagens para todo o corpo humano, estando envolvidas em muitos processos essenciais, como o crescimento, o metabolismo, a reprodução, a frequência cardíaca, a digestão, o humor e os sentimentos. Como tal, entender como essas substâncias funcionam no corpo e no cérebro permite-nos sermos agentes ativos na melhoria do nosso índice de bem-estar físico e emocional. E quem não gostaria de um pouco mais de saúde e felicidade, não é mesmo?

As hormonas da felicidade são segregadas em resposta a fatores como ambiente, relacionamentos, dieta ou exercício físico, o que significa que podemos influenciá-las através de atividades quotidianas. As linhas que se seguem dir te ão como.

Dopamina

Esta prazerosa hormona é a grande responsável pela motivação e pela concentração. É a chave para o sistema de recompensa do cérebro, fazendo-nos sentir felizes, ao mesmo tempo que nos mantém alerta. Exemplos de coisas que podes fazer para estimular a dopamina: completar uma tarefa, atividades de autocuidado, comer, ‘sexar’, perseguir um objetivo, ouvir música ou aprender algo novo.

Oxitocina

A oxitocina é uma hormona de bem-estar essencial para promover o vínculo, a confiança e o amor. Ela regula a resposta ao stress, estando associada à generosidade e desempenhando um papel importante nos relacionamentos interpessoais. Brincar com um bebé ou um cão, andar de mãos dadas, abraçar, fazer um elogio, receber uma massagem e mostrar afeto são alguns exemplos de como podes aumentar os teus níveis de oxitocina.

Serotonina

É a mais calma destas quatro hormonas, estando relacionada com o bem-estar e a felicidade a longo prazo. É um estabilizador de humor essencial, que ajuda a regular a digestão, a função cerebral e o ritmo circadiano. Podes avivar essa hormona com uma dieta saudável, meditação, andar na natureza, apanhar sol, praticar exercício físico ou passar tempo com amigos próximos.

Endorfinas

As endorfinas, o analgésico natural do nosso organismo, está relacionado com o alívio. Stress, desconforto e dor são combatidos por essa hormona da felicidade, que inibe a transmissão dos sinais de dor no sistema nervoso central. O riso, uma corrida ou exercício de alta intensidade, comer chocolate negro, criar música ou arte ou duche frio são apenas algumas das práticas capazes de ativá-las.

Como pudeste ler, a felicidade está ao alcance de umas quantas hormonas, condicionadas pelo nosso comportamento, daí que não me canse de relembrar que ela é um ativo demasiado valioso para ser hipotecada ou terceriarizada. A minha palavra de ordem para ti neste dia, e em todos os outros, é esta: ser feliz (do jeitinho que dá para ser).

Aquele abraço amigo!

 

Artigo originalmente publicado no blog https://aindasolteira.blogs.sapo.pt/

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Sara Sarowsky

Sara Sarowsky

"Radicada em Lisboa, é blogger, cronista, inspiring talker, cupido profissional, organizadora de eventos e tudo o mais que a desafiar. Por gostar de ser/estar feliz, a sua escrita é recheada de humor e positividade, com uma pitada de sarcasmo pelo meio".

OUtros artigos

Deixe um comentário

Follow Us