Voos ‘low cost’: evita dores de cabeça na hora de embarcar

Quando comecei a escrever o texto estava a pensar focar-me na primeira oferta de viagem a preços acessíveis que surgiu no mercado com destino à ilha do Sal. Demorei tanto tempo para terminar que a concorrência também ofereceu mais viagens com valores em conta. Bom, resta a cada passageiro decidir qual o valor cabe-lhe no bolso.

Entretanto, eu vou abordar a oferta do voo “low-cost” a sair de Lisboa e do Porto para a Ilha do Sal, que a easyJet vai começar a fazer a partir de outubro. A notícia foi bem difundida pelos meios de comunicação e foi uma alegria para todos nós que há anos sonhamos com a possibilidade de ter um voo com preços menos exorbitantes, como os praticados no mercado. Claro que queríamos outras ilhas, eu por exemplo, fico a aguardar um direto para São Vicente, mas até lá, já fico feliz com estes dois trechos.

Quando a notícia foi publicada houve quem duvidasse e até colocaram a possibilidade de ser uma “fake news”. É algo tão esperado que a ideia de realmente vir a acontecer suscitou estas dúvidas. Outros sim, pularam de alegria e começaram a fazer “memes” sobre a viagem. O que não falta na Internet são vídeos de cabo-verdianos a falarem desta oferta.

Entretanto, já ouvi comentários de alguns que dizem que a ilha do Sal vai sofrer com a quantidade de turistas que vão aproveitar esta oportunidade. Creio que vai ser bom para a economia da ilha e, consequentemente, para o país. Claro que com a chegada de vários turistas é preciso estarmos preparados tanto estruturalmente, como ter recursos humanos preparados que possam garantir que a ilha não seja devastada. Que a ilha do Sal continue a praticar a nossa arte de bem receber, sem pôr em causa a biosfera.

Tendo em conta tudo isso, agora falta a parte dos meus patrícios também se prepararem para aproveitar a viagem de forma tranquila e sem sobressaltos. Aqui está o fundo da questão e o motivo que me levou a querer escrever sobre o tema. Uma vez que os voos só vão até a ilha do Sal vai ser necessário fazer a conexão de uma ilha para outra, caso o destino final não seja a ilha das salinas. Assim sendo, é preciso pensar nas malas, e o que podes e tens direito de levar para cada trajeto. Este tópico é crucial se queres evitar dores de cabeça na hora de embarcar. Vê bem o que vais comprar, pode ser um bilhete com mochila e é literalmente uma mochila que caiba no medidor que a easyJet tem, ou uma mala pequenina. A mala pequena tem que ser medida desde a pega até as rodas caso as rodas não saiam.

Os cabo-verdianos adoram levar o mundo nas malas, é muita encomenda para a família toda e traz sempre muitas saudades à mistura. Este assunto é sério mesmo, quando comprares o teu bilhete e se por acaso queres levar uma mala de cabine grande, adiciona logo antes, porque no aeroporto, mais concretamente na porta de embarque, vais pagar 58€, ou 48€ se passares no check-in. Podes espernear, reclamar que já viajaste com aquela mala de mão várias vezes e que nunca tiveste que pagar, mas se não tens direito a ela, vais pagar na hora, e é com cartão. 

Pois bem meu caro, é um voo ‘low-cost’ e como tal tem as suas condições e quem compra deve preparar-se para evitar dissabores na porta de embarque. Se bem, que hoje em dia muitas empresas oferecem bilhetes só com uma mochila, só com uma mala, com duas, tens várias opções e escolhes o que te cai bem. Vai ser a mesma coisa com a `low cost’ , vê bem o que queres acrescentar no teu bilhete, podes comprar mala de porão, mala de cabine grande, entre outras opções. É uma questão de explorar o site e/ou a aplicação. 

Assim, quando chegas ao aeroporto, e diriges tanto para o check-in, como para a porta de embarque já vais ter tudo pronto para uma viagem tranquila. Além do que, quando todos os passageiros já estão preparados com a bagagem certa que compraram no bilhete, o embarque flui de forma tranquila e sem stress de ambas as partes, funcionários e passageiros. Conhece os teus direitos antes e evita constrangimentos com as pessoas que estão só a fazer o seu trabalho.

Os voos inaugurais estão previstos para os dias 29 e 30 de outubro, com preços a partir de 83,99€ e com cinquenta mil lugares disponíveis. Segundo um artigo do site “O Público”, os voos foram colocados à venda desde 9 de maio, e terão quatro frequências semanais (terças, quartas, quintas e sábados) a partir de Lisboa e duas (quartas e sábados) a partir do Porto, durante o ano inteiro. 

Para terminar, a TAP também anunciou bilhetes mais em conta para a Ilha do Sal. Adoro quando existe concorrência no mercado e podemos escolher o que cabe no nosso bolso. 

Agora aproveita e fica de olho bem aberto para descobrir qual a melhor época com voos mais baratos e escolher a melhor oferta para ti. Vai visitar a ilha das Salinas e boa viagem!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Ziza Almeida

Ziza Almeida

"Nascida e criada na ilha do Monte Cara, ganhou asas para o mundo. É Jornalista de formação pela UERJ, Brasil. Adora viajar, ler, ir ao cinema, ao teatro e estar com as pessoas que ama. Atualmente vive em Lisboa, é colunista na Revista Brasileira "Coluna de Terça''e é mãe de duas princesas Luso-Caboverdianas."

Outros artigos

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us