Porto Novo: Situação dos criadores de gado é cada vez mais difícil, alerta associação

A situação dos criadores no que tange à disponibilidade de água para gado está a tornar-se “cada vez mais difícil” no município do Porto Novo, Santo Antão, alertou hoje o representante da associação de classe, Romeu Rodrigues.

Este responsável contactou a Inforpress para voltar a manifestar a sua preocupação em relação à penúria de água por que passam os criadores de gado no Porto Novo, sobretudo nas zonas alta e baixa deste município, onde a situação é de “extrema dificuldades”.


Em causa estão, segundo o representante dos criadores, os problemas de transporte da água para o gado, já que a única viatura autotanque da delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente não está a conseguir responder aos pedidos dos cerca de 500 criadores de gado em todo o concelho.


“Passamos dois a três meses à espera da água para os nossos animais. A situação está a tornar-se muito difícil”, explicou a mesma fonte, que insistiu na necessidade de o Ministério da Agricultura e Ambiente disponibilizar, “o mais depressa possível”, mais um autotanque para Porto Novo, com um dos maiores efectivos pecuários do arquipélago.


A situação de crise de água para o gado no Porto Novo acontece, também, numa altura em que os autotanques da câmara municipal estão avariados, lamenta Romeu Rodrigues, que lembrou que, desde 2016, o Governo tem estado a prometer mais um autotanque para este concelho.


O delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente no Porto Novo, Joel Barros, reconhece que o único autotanque existente não consegue, sobretudo, “neste período mais critico” atender à demanda dos criadores de gado, mas lembrou que este ministério continua a subsidiar, em 75 por centro (%), o transporte de água para o gado neste município.


Porém, assegura que o problema de água para o gado no concelho do Porto Novo ficará “aliviado” ainda este ano, tanto nas zonas altas como na parte mais baixa do município, com a conclusão dos investimentos em curso.


Na zona baixa, dezenas de criadores vão ter água ligada aos currais, enquanto que nas zonas altas, mais precisamente no Planalto Norte, o projecto de adução de água para essa localidade, que ficará pronto ainda este ano, beneficiará também os criadores, segundo a mesma fonte.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest